AFP

O Papa discursa durante a audiência geral no Vaticano

(afp_tickers)

O Papa Francisco pediu nesta quarta-feira aos católicos um "comportamento responsável" para evitar a propagação da Aids, sem especificar se autoriza o uso de preservativo, o que a Igreja Católica rejeita.

"Faço um chamado para que todos adotem um comportamento responsável para impedir a propagação da doença" da Aids, declarou o papa diante de milhares de fiéis reunidos no Vaticano para a audiência de quarta-feira.

O pedido do papa foi lançado por ocasião do Dia Mundial da Aids, que é comemorado em 1º de dezembro.

O papa Francisco reconheceu no ano passado em uma entrevista que o uso de preservativo para prevenir a propagação da Aids é um "dilema" real para a Igreja católica.

O papa argentino, que geralmente é mais aberto a mudanças no mundo moderno, evitou dar uma resposta concreta à questão de saber se a Igreja deveria rever a sua posição no sentido dos preservativos, devido ao elevado número de doentes na África.

A Igreja Católica se opõe a qualquer forma de contracepção

afp_tickers

 AFP