Direto para o contenido
Your browser is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this websites. Learn how to update your browser[Fechar]

Passaporte suíço


Naturalizações aumentam em 2015 após longo declínio


Apesar de um aumento substancial em 2015, o número de residentes que optam pelo passaporte suíço tem visto um declínio constante desde o pico de 2006. Exigências mais rigorosas e aumento dos custos associados com o processo são alguns motivos do desinteresse.

A burocracia e os custos tornaram o passaporte suíço menos atraente nos últimos anos. (Keystone)

A burocracia e os custos tornaram o passaporte suíço menos atraente nos últimos anos.

(Keystone)

De acordo com dados da Secretaria Federal de Estatísticas da Suíça, a naturalização de estrangeiros diminuiu em 38% desde 2006. No entanto, isto só se aplica para aqueles que fazem o pedido pela forma convencional e não inclui a naturalização facilitada (para cônjuges de suíços) e a adoção de crianças.

O ano de 2015 viu uma reversão na tendência de queda com 31166 naturalizações comuns, um aumento de pouco mais de 30% em relação a 2014.

Pedido difícil

Houve um maior rigor nos requisitos para a obtenção do passaporte suíço nos últimos anos por parte dos cantões suíços. Por exemplo, Zurique tornou o teste de alemão obrigatório no ano passado e o cantão de Berna exige um teste de naturalização adicional.

O custo também é um fator. O processo de naturalização pode custar até CHF 3000 (US$ 3026), dependendo da cidade. A introdução de novos tipos de taxas tornou o processo ainda mais caro nos últimos anos. Por exemplo, quem falha no teste de naturalização em Berna é obrigado a fazer um curso que custa CHF 300.

Walter Leimgruber, presidente da Comissão Federal para Migração, que aconselha o governo sobre questões de imigração, declarou ao jornal SonntagsBlick que o processo difícil exclui uma grande proporção de trabalhadores imigrantes da cidadania suíça.

Segundo Leimgruber, essas dificuldades também dissuadem os filhos de imigrantes nascidos na Suíça e podem criar tensões sociais.


Adaptação: Fernando Hirschy, swissinfo.ch

Direitos Autorais

Todos os direitos reservados. O conteúdo do site da swissinfo.ch é protegido por direitos autorais. Ele é destinado apenas para uso privado. Qualquer outro uso do conteúdo do site além do uso acima estipulado, especialmente no que diz respeito à distribuição, modificação, transmissão, armazenagem e cópia, requer a autorização prévia por escrito da swissinfo.ch. Caso você esteja interessado em algum desses tipos de uso do conteúdo do site, entre em contato conosco através do endereço contact@swissinfo.ch.

No que diz respeito ao uso para fins privados, só é permitido o uso de hyperlink para um conteúdo específico e para colocá-lo no seu próprio site ou em um site de terceiros. O conteúdo do site da swissinfo.ch só poderá ser incorporado em um ambiente livre de publicidade sem quaisquer modificações. Especificamente aplicável a todos os softwares, pastas, dados e seus respectivos conteúdos disponibilizados para download no site da swissinfo.ch, uma licença básica, não exclusiva e não transferível é concedida de forma restrita a um único download e gravação de tais dados em dispositivos privados. Todos os outros direitos permanecem sendo de propriedade da swissinfo.ch. Em especial, proíbe-se qualquer venda ou uso comercial desses dados.

×