Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Pesquisa Easyvote Jovens suíços não confiam em jornalismo político

Os jovens cidadãos da Suíça parecem perder o interesse pela informação política e sua confiança na mídia está diminuindo.

young people sitting at a table in a committee room in the Swiss parliament building

Confiança limitada nos jornalistas, mas a maioria dos entrevistados disse confiar no governo suíço

(Keystone)

De acordo com uma pesquisa de opinião, cerca de 51% dos entrevistados de 18 anos disseram não se importar com a política - 4% a menos que no ano anterior e menos 11% em comparação com uma pesquisa de 2014.

A pesquisa “easyvote”, encomendada pela federação de parlamentos de jovens, descobriu que os jovens fazem menos uso de jornais, televisão e rádio, enquanto os canais de mídia social substituem parcialmente essas mídias tradicionais como fontes de informação.

A organização disse que plataformas de informação neutras e baseadas em fatos estão se tornando cada vez mais importantes na era das notícias falsas.

As mídias sociais e a digitalização desempenham um papel cada vez mais importante para envolver os jovens na política, mas não está claro se elas têm um impacto duradouro ou se é apenas uma influência temporária, acrescentou a easyvote em um comunicado publicado na segunda-feira (9).

A pesquisa - a terceira de seu tipo - foi realizada pelo instituto de pesquisa GfS Bern com 1.271 estudantes em várias regiões do país entre outubro e novembro do ano passado.

Educação cívica

A organização disse que os resultados da pesquisa são críticos e pediu às escolas que promovam a educação cívica.

O programa easyvote tem como objetivo aumentar a participação dos cidadãos de 18 a 25 anos nas votações e eleições em 40%. A iniciativa faz parte dos esforços para apoiar os parlamentos de jovens, aumentar a participação política e a educação política.

O que é a educação cívica?

A Suíça dá aos cidadãos a possiblidade de participar diretamente na tomada de decisões políticas. Mesmo se a democracia direta não é exclusivamente helvética, ela é provavelmente mais desenvolvida aqui. Os cidadãos podem de fato submeter suas próprias proposições de lei ou contestar uma legislação já aprovada pelo Parlamento. Mas a democracia só funciona se o povo conhece as regras e participa. Muitas democracias sofrem de uma fraca participação, devido uma educação cívica insuficiente. Na Suíça, também se poderia fazer mais. 


swissinfo.ch/fh

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.