Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Polidez diplomática Genebra exibe seu tapete vermelho

Genebra possui mais recepções protocolares e conferências internacionais do que qualquer outra cidade do mundo. Uma equipe se dedica a dar aos chefes de estado, príncipes e principais diplomatas uma recepção especial no aeroporto. Uma nova exposição de fotos nos leva aos bastidores.

No ano passado, Genebra recebeu cerca de 4.700 VIPs internacionais, incluindo 97 chefes de estado, 44 ​​primeiros-ministros, mais de 2.000 ministros e quase 700 membros de famílias reais.

As autoridades locais alegam que há “mais recepções protocolares em Genebra do que em Nova York e mais conferências internacionais do que em qualquer cidade do mundo”.

Em 2016, foram realizadas 2.831 conferências internacionais na cidade, sede europeia das Nações Unidas e 37 organizações internacionais, como a Organização Mundial de Saúde e a Organização Mundial do Comércio.

O fotógrafo Mohammed Zouhri vem cobrindo as idas e vindas de líderes mundiais e diplomatas em Genebra nos últimos 15 anos. Uma exposição de seu trabalho, “Protocolo, recepção, proteção”, que vai até o dia 21 de maio no Quai Général-Guisan em Genebra, nos leva aos bastidores desse pouco conhecido trabalho dos delegados internacionais de Genebra.

"Esse tipo de coisa não existe em nenhum outro lugar", disse Zouhri à swissinfo.ch. “É uma máquina bem lubrificada. Eles estão recebendo pessoas assim há mais de 30 anos. Tudo é cronometrado à perfeição.

"Imagem de Genebra"

Para François Longchamp, que este ano retira-se do comando do governo de Genebra, a especialidade de Genebra e da Suíça em "polidez do estado" é muito mais do que uma logística perfeita e proteção impecável.

"É também uma questão da sinceridade dos olhares trocados e da qualidade dos discursos introdutórios", diz ele.

Longchamp insinuou este especial conhecimento diplomático há dois anos em um discurso na abertura de uma exposição fotográfica similar.

"Depois de testemunhar situações bastante complicadas, sei que há pessoas altamente educadas em todo o mundo e outras de educação muito pobre, que às vezes têm cargos muito altos", observou ele, dirigindo-se ao pessoal do serviço de protocolo de Genebra.

“Você deve recebê-los todos com o mesmo sorriso, talento e paciência. Você faz isso de forma brilhante e, ao fazê-lo, carrega a imagem de Genebra - talvez a mais importante -, pois é a primeira coisa que os visitantes percebem quando chegam na pista.”