Your browser is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this websites. Learn how to update your browser[Fechar]

Genebra internacional


Secretário-Geral da ONU agradece a Suíça




Durante sua turnê de despedida à Suíça, Ban Ki-moon agradeceu as autoridades suíças pelo apoio financeiro à modernização do complexo histórico Palais des Nations.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, planta uma muda de uma árvore Ginkgo de Hiroshima, no Palais des Nations, em Genebra (UN Photo/Rick Bajornas)

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, planta uma muda de uma árvore Ginkgo de Hiroshima, no Palais des Nations, em Genebra


(UN Photo/Rick Bajornas)

"Fiz mais de 40 visitas à Suíça como secretário-geral. Este Palais des Nations é minha segunda casa", disse Ban Ki-moon, cujo mandato de dez anos termina em dezembro, a jornalistas na ONU em Genebra, na segunda-feira.

"Agradeço a Suíça por apoiar generosamente nosso Plano Estratégico Heritage que assegura estas premissas para as gerações futuras."

A sede europeia da ONU, construída na década de 1930, passará por uma reforma de oito anos que custará 836.5 milhões de francos, metade dos quais financiada por empréstimos sem juros do governo suíço e do cantão de Genebra.

Na terça-feira, o secretário-geral viajou para a capital Berna para uma reunião com o ministro da Economia, Johann Schneider-Ammann, que detém a presidência rotativa do país este ano, e os presidentes das duas câmaras do parlamento.

Schneider-Amman agradeceu Ban Ki-moon pelos "dez anos de serviço dedicado" à frente da ONU e destacou o compromisso da Suíça com o órgão mundial. O presidente suíço disse ainda que a Suíça visa consolidar ainda mais a posição internacional de Genebra como um centro de governança mundial.

Em Genebra, o secretário-geral também participou da abertura do comitê executivo da agência de refugiados da ONU e se reuniu com autoridades do Fórum Econômico Mundial (FEM), do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), da cidade e do cantão de Genebra.


Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.


Adaptação: Fernando Hirschy, swissinfo.ch

×