Reuters internacional

ROMA (Reuters) - Uma embarcação da Marinha irlandesa recuperou 17 corpos nesta quinta-feira, quando foi ajudar um barco de madeira cheio de imigrantes próximo ao litoral da Líbia, disse a guarda-costeira italiana, em mais um dia de mortes nas tentativas de cruzar o mar.

A embarcação chamada James Joyce, que está no Mediterrâneo especificamente para operações de busca e resgate, trouxe para bordo os corpos de 16 homens e um garoto, afirmou o porta-voz da guarda-costeira. Ele não deu mais detalhes sobre a causa das mortes e a nacionalidade dos mortos.

Na quarta-feira, 22 corpos foram recuperados de um bote de borracha próximo à costa da Líbia, e neste ano, até agora, cerca de 3.000 morreram ou estão desaparecidos depois de tentarem chegar à União Europeia pelo mar, estima a Organização Internacional para as Migrações.

O James Joyce, um barco da marinha italiana, um britânico que participava de uma operação contra o tráfico de pessoas e uma embarcação operada por um grupo humanitário resgataram 1.128 imigrantes nesta quinta, os levando para local seguro, declarou a guarda-costeira.

Há um salto no número de imigrantes que os traficantes colocam em barcos na Líbia nesta semana, em meio ao mar calmo e o tempo quente.

reuters_tickers

 Reuters internacional