Reuters internacional

BEIRUTE (Reuters) - Uma bomba explodiu no centro de Beirute neste domingo, atrás da sede do banco libanês Blom Bank, danificando o edifício, segundo fontes de segurança e testemunhas.

O ministro do Interior, Nouhad Machnouk, disse que o Blom Bank era o alvo. A Cruz Vermelha libanesa afirmou que duas pessoas tiveram ferimentos leves, segundo a Agência de Notícias Nacional.

Após o barulho da explosão, uma nuvem de fumaça surgiu na área de Verdun, em Beirute.

Uma fonte da segurança disse que a bomba era feita com dois quilos de explosivos.  

De acordo com Machnouk, ela foi deixada em uma mochila na parede de trás do prédio.

"Politicamente, está claro que o alvo foi somente o Blom Bank", disse, acrescentando que o ataque não tem relação com o grupo militante Estado Islâmico, que planejou ataques suicidas com bombas em Beirute. Machnouk disse que informações iniciais indicam que não houve mortes.

O último ataque a bomba na capital libanesa matou mais de 40 pessoas nos subúrbios do sul, área dominada pelo grupo xiita Hezbollah. O sunita Estado Islâmico assumiu a responsabilidade pelo bombardeio.

O Blom Bank fechou uma série de contas bancárias pertencentes a pessoas suspeitas de terem conexões com o Hezbollah, adequando-se a uma lei norte-americana que tem como alvo as finanças do grupo xiita, segundo autoridades libanesas.

(Reportagem de John Davison, Laila Bassam e Lisa Barrington)

reuters_tickers

 Reuters internacional