Reuters internacional

Candidata democrata à Presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, fala em evento de campanha 01/08/2016 REUTERS/Dave Kaup

(reuters_tickers)

WASHINGTON/SAN FRANCISCO (Reuters) - A campanha de Hillary Clinton, candidata democrata à presidência dos Estados Unidos, solicitou orientação de reguladores da Califórnia sobre como reformular regulações federais que exigem que biocombustíveis como etanol à base de milho sejam misturados no abastecimento de gasolina do país, de acordo com oficias da campanha e do Estado.

A medida é o sinal mais claro até o momento de que, se eleita, Hillary buscará fazer ajustes à regulação, chamada de Renewable Fuel Standard (RFS), possivelmente minando suas chances em Estados produtores de milho como o Iowa, onde ela enfrenta uma batalha dura contra o rival republicano Donald Trump nas eleições de 8 de novembro.

O Renewable Fuel Standard, criado pelo Congresso em 2005, exige que combustíveis de transporte vendidos nos EUA contenham um volume mínimo de combustíveis renováveis.

A regulação foi criada para reduzir a emissão de gases estufa e expandir o setor de combustíveis renováveis dos EUA ao mesmo tempo que reduziria a necessidade da importação de petróleo.

Consultores de Hillary contataram o Conselho de Recursos de Ar da Califórnia (CARB, na sigla em inglês) para discutir se uma diretriz como a Low Carbon Fuel Standard da Califórnia, um sistema baseado no mercado ao invés de uma exigência, poderia ser aplicada nacionalmente para substituir ou melhorar o RFS, disseram oficiais do CARB.

(Por Valerie Volcovici e Rory Caroll; reportagem adicional de Joe White e Chris Prentice)

reuters_tickers

 Reuters internacional