Reuters internacional

ZURIQUE (Reuters) - Imigrantes que tentam entrar na Europa ilegalmente por barco devem ter negada a possibilidade de pedir asilo e serem enviados de volta, afirmou o ministro das Relações Exteriores da Áustria em entrevista publicada neste domingo.

O governo centrista da Áustria prometeu medidas mais duras sobre imigração após o candidato da extrema direita por muito pouco não vencer uma eleição presidencial duas semanas atrás, com eleitores preocupados acerca da maior crise de imigração em tempo de paz da Europa.

"Quem entra num barco e tenta entrar na Europa ilegalmente arruinou suas chances de ganhar asilo na Europa e será enviado de volta", disse o ministro do Exterior, Sebastian Kurz, ao jornal suíço NZZ am Sonntag.

Kurz, um membro do partido conservador OVP, disse que a Austrália mostrou ser possível resgatar imigrantes no mar sem deixá-los entrar no país automaticamente.

"Há um país com o qual podemos aprender. A Austrália teve um problema parecido. Mas o país conseguiu decidir sozinho quem é autorizado a entrar, e não deixar essa decisão a contrabandistas de pessoas", disse o ministro de 29 anos ao jornal.

(Reportagem de Silke Koltrowitz)

reuters_tickers

 Reuters internacional