Reuters internacional

Bandeira nacional vista em Istambul. 24/07/2016 REUTERS/Osman Orsal

(reuters_tickers)

Por Ece Toksabay e Nevzat Devranoglu

ANCARA (Reuters) - O número de estrangeiros visitando a Turquia despencou mais de 40 por cento em junho, mostraram dados oficiais nesta quinta-feira, na maior queda em pelo menos 22 anos, à medida que as tensões com a Rússia e uma série de atentados a bomba mantiveram turistas afastados do país.

A queda é a mais recente em uma série de notícias negativas para a economia da Turquia, ao mesmo tempo em que preocupações sobre segurança e com a política do país afetam a confiança do investidor estrangeiro. 

A tentativa de um golpe militar neste mês prejudicou ainda mais a previsão para a economia turca, antes vista como um destaque positivo em mercados emergentes. 

Alguns economistas prevêem que a receita com turismo --um pilar da economia --pode cair em 25 por cento neste ano, custando cerca de 8 bilhões de dólares, ou o equivalente a 1 por cento do Produtor Interno Bruto. 

A queda deve provavelmente continuar.

No fim de junho, 45 pessoas foram mortas em um ataque a bomba e com armas no principal aeroporto de Istambul, um ataque que autoridades atribuíram a militantes do Estado Islâmico. Neste mês, uma facção militar tentou derrubar o governo em uma tentativa de golpe que deixou pelo menos 246 pessoas mortas. 

Na quinta-feira, a companhia de viagens britânica Thomas Cook cortou sua meta de lucro para o ano, após o golpe fracassado ter forçado seus clientes a mudarem os planos de férias. Os balneários turcos nos mares Egeu e Mediterrâneo, além de suas praias, são um destino tradicionalmente popular para viajantes europeus.

A chegadas de turistas caíram 40,86 por cento na comparação anual em junho, com 2,44 milhões de pessoas chegando durante o mês, segundo dados do Ministério do Turismo. Foi a maior queda já registrada, de acordo com os dados, que datam até 1994. 

A maior queda anterior foi registrada em maio, quando a chegada de turistas caiu 34,7 por cento. O turismo tem sido afetado por conta das tensões com Moscou após a Turquia ter abatido um jato militar russo sobre a Síria no ano passado. 

Embora Ancara e Moscou tenham recentemente voltado a reconstruir seus laços, as chegadas de turistas da Rússia caíram 87 por cento nos primeiros seis meses do ano.

(Por Ece Toksabay e Nevzat Devranoglu)

reuters_tickers

 Reuters internacional