Reuters internacional

BOGOTÁ (Reuters) - Os eleitores colombianos rejeitarão um acordo de paz com os rebeldes de esquerda das Farc em um plebiscito, mostrou nesta segunda-feira uma pesquisa realizada pelo Ipsos Napoleon Franco, com o governo buscando ratificar nas urnas um possível fim para as mais de cinco décadas de guerra.

Para fazer com que o resultado seja obrigatório, o lado vencedor precisaria obter a maioria dos votos e o apoio de pelo menos 13 por cento dos 33 milhões de eleitores do país.

O principal partido de oposição da Colômbia, liderado pelo ex-presidente linha-dura Alvaro Uribe, disse que fará campanha para um voto contra o acordo.

A pesquisa Ipsos desta segunda-feira mostra que 59 por cento dos eleitores pretende participar do plebiscito, enquanto 41 por cento afirmam que não têm intenção de votar.

Entre os eleitores pesquisados, 39 por cento disseram que pretendem votar a favor do acordo e 50 por cento devem votar contra.

De acordo com o levantamento, a maioria dos colombianos acredita que o plebiscito atingirá o quórum necessário, mas acha que o acordo não será aprovado pela população.

(Por Julia Symmes Cobb)

reuters_tickers

 Reuters internacional