Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Guarda de segurança sul-coreano é visto em estrada que leva à complexo industrial Kaesong, em Paju, na Coreia do Sul 11/02/2016 REUTERS/Kim Hong-Ji

(reuters_tickers)

SEUL (Reuters) - A Coreia do Norte reiniciou as operações na zona industrial de Kaesong, disseram sites estatais nesta sexta-feira, retomando a atividade em uma joint venture com a Coreia do Sul que fora suspensa no ano passado devido a desentendimentos a respeito dos programas nuclear e de mísseis norte-coreanos.

A Coreia do Sul encerrou mais de uma década de cooperação no parque industrial do lado norte-coreano da zona desmilitarizada depois que Pyongyang lançou um foguete que colocou um objeto em órbita, fechando a última janela de interação entre os dois lados, que ainda estão tecnicamente em guerra.

Na ocasião, Seul disse que não permitiria mais que fundos pagos para Kaesong fossem usados nos programas nuclear e de mísseis do vizinho. Desde então, uma autoridade sul-coreana disse não haver indícios de que a Coreia do Norte desviou salários pagos a seus trabalhadores por empresas sul-coreanas que operam no parque para seus programas de armas.

"Eles nem veem nossos operários orgulhosos trabalhando vigorosamente no complexo industrial de Kaesong", disse o site de propaganda norte-coreano Meari (arirangmeari.com) em uma postagem desta sexta-feira.

Outra página de propaganda, a Uriminzokkiri, disse que "não é da conta de ninguém o que fazemos em um complexo industrial no qual a soberania de nossa nação é exercida".

Uma autoridade do Ministério da Unificação da Coreia do Sul disse que a Coreia do Norte não pode violar os direitos de propriedade de companhias sul-coreanas dentro do complexo, noticiou o serviço de notícias Yonhap.

Não foi possível fazer contato imediato com o Ministério da Unificação para se obter comentários.

Nas últimas semanas a Coreia do Norte lançou dois mísseis sobre o Japão e realizou seu sexto teste nuclear, e ainda pode estar progredindo rapidamente em seu objetivo de desenvolver um míssil equipado com ogiva nuclear capaz de atingir o território continental dos Estados Unidos.

(Por Haejin Choi)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters