Reuters internacional

Estátua do logo do euro vista na ex-sede do Banco Central Europeu em Frankfurt. 20/01/2015 REUTERS/Kai Pfaffenbach/Files

(reuters_tickers)

LONDRES (Reuters) - O crescimento da atividade industrial na zona do euro desacelerou em julho e sinaliza que uma desaceleração mais acentuada fora da Alemanha pode aumentar os pedidos para que o Banco Central Europeu (BCE) volte a flexibilizar a política monetária.

O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) industrial do Markit para a zona do euro caiu para 52,0 em julho ante 52,8 em junho, ficando ligeiramente acima da leitura preliminar de 51,9. Um índice medindo produção permaneceu em 53,9, confortavelmente acima da marca de 50,0 que separa crescimento de contração.

"O problema é que o crescimento parece cada vez mais assimétrico, o que vai preocupar autoridades e aumentar os pedidos por mais estímulos do BCE", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson.

"Indo além dos números principais aparece um cenário mais preocupante. Expansões da atividade e do emprego estão claramente sendo impulsionadas em grande parte por um avanço na Alemanha, enquanto o crescimento praticamente estagnou na Itália e na Espanha, e contrações estão sendo vistas na França e na Grécia."

(Por Jonathan Cable)

reuters_tickers

 Reuters internacional