Reuters internacional

Inundação em estádio após fortes chuvas na província de Hubei, na China. 02/07/2016 REUTERS/Stringer

(reuters_tickers)

XANGAI (Reuters) - Fortes enchentes no centro e sul da China durante a semana passada mataram ao menos 130 pessoas, afetaram mais de 1,9 milhão de hectares de plantações e levaram a perdas econômicas diretas de mais de 5,7 bilhões de dólares, relatou a mídia estatal nesta terça-feira.

O primeiro-ministro, Li Keqiang, viajou nesta terça-feira para Anhui, uma das províncias mais prejudicadas, onde se encontrou com moradores e encorajou autoridades a fazerem o possível para proteger vidas.

Fortes chuvas mataram 128 pessoas em 11 províncias e regiões e 42 pessoas ainda estão desaparecidas, relatou a agência de notícias estatal Xinhua.

Mais de 1,3 milhão de pessoas foram forçadas a sair de suas casas, segundo a agência.

A Xinhua informou que plantações em mais de 1,9 milhão de hectares foram afetadas e outros 295 mil hectares foram destruídos, resultando em perdas econômicas diretas de 5,7 bilhões de dólares.

Mais de 40 mil construções desabaram.

(Reportagem de John Ruwitch; Reportagem adicional de Ben Blanchard)

reuters_tickers

 Reuters internacional