Reuters internacional

Manifestação pró-governo na Turquia diante de imagem do presidente Tayyip Erdogan. 17/7/2016. REUTERS/Baz Ratner

(reuters_tickers)

ISTAMBUL (Reuters) - O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, disse nesta quarta-feira acreditar que países estrangeiros podem estar envolvidos na tentativa fracassada de golpe de Estado da semana passada, embora ele tenha se recusado a citar quais seriam esses países.

Falando por meio de um intérprete à emissora Al Jazeera, Erdogan também minimizou sugestões de que ele estava se tornando autoritário e que a democracia turca estava sob ameaça.

"Vamos seguir dentro de um sistema parlamentar democrático, nunca nos afastaremos disso", disse.

(Reportagem de Redação Istambul)

reuters_tickers

 Reuters internacional