Reuters internacional

Obama concede entrevista em Washington. 20/5/2016. REUTERS/Jonathan Ernst

(reuters_tickers)

NOVA YORK/WASHINGTON (Reuters) - Autoridades de saúde afirmaram que 279 gestantes nos Estados Unidos e nos territórios norte-americanos testaram positivo para infecção de Zika, levando o presidente Barack Obama a fazer um novo chamado por mais recursos para o combate ao surto que se espalha pelas Américas.

Obama quer que o Congresso aprove quase 1,9 bilhão de dólares para desenvolvimento de vacinas, diagnósticos mais rápidos e novos meios para matar o mosquito que transmite o vírus, que pode causar microcefalia entre recém-nascidos e desordem neurológica em adultos.

"Nós precisamos nos mexer”, disse Obama à imprensa após um encontro com autoridades de saúde no Salão Oval.

“Isso precisa ser feito no curso das próximas semanas para que sejamos capazes de dar confiança ao povo norte-americano de que nós estamos lidando com esse assunto”, declarou ele.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças afirmou que 157 gestantes nos Estados Unidos continental e mais 122 nos territórios norte-americanos, principalmente Porto Rico, testaram positivo para a infecção. Isso representa um salto em relação ao número anterior de 48 casos em gestantes nos Estados Unidos continental e 65 casos nos territórios.

(Por Ransdell Pierson e Roberta Rampton)

reuters_tickers

 Reuters internacional