Reuters internacional

JERUSALÉM (Reuters) - Binyamin Ben-Eliezer, ex-ministro da Defesa de Israel e político veterano que chegou a liderar as negociações de seu país com o então chefe de Estado egípcio Hosni Mubarak, morreu neste domingo aos 80 anos.

Ben-Eliezer estava com a saúde debilitada há muitos anos e se aposentou do mundo da política pela porta dos fundos em 2014.

Ele foi acusado em 2015 de receber propinas de empresários, participar de esquema de lavagem de dinheiro e cometer fraudes e infrações fiscais enquanto trabalhava no governo. O julgamento, que não contou com a participação de Ben-Eliezer devido ao seu problema de saúde, estava em andamento quando ele morreu.

Ex-líder do Partido Trabalhista israelense, Ben-Eliezer foi ministro da Defesa no governo do então primeiro-ministro Ariel Sharon entre 2001 e 2002, durante os primeiros anos da segunda Intifada palestina.

(Reportagem de Jeffrey Heller)

reuters_tickers

 Reuters internacional