Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Míssil iraniano Emad em exibição em Teerã 11/02/2016 REUTERS/Raheb Homavandi

(reuters_tickers)

ANCARA/LONDRES/WASHINGTON (Reuters) - O Irã sinalizou às seis potências globais que está aberto a conversações sobre seu arsenal de mísseis balísticos, buscando reduzir tensões sobre o contestado programa, disseram à Reuters fontes iranianas e do Ocidente com conhecimento do assunto.

Teerã tem se comprometido repetidamente a continuar desenvolvendo o que chama de capacidade defensiva de mísseis, em desafio a críticas do Ocidente, com Washington dizendo que o posicionamento do Irã viola seu acordo nuclear de 2015 com potências globais.

Entretanto, as fontes disseram que devido às ameaças do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de abandonar o acordo alcançado durante o mandato de seu antecessor, Barack Obama, Teerã abordou potências recentemente sobre possíveis conversas em torno de algumas "dimensões" de seu programa de mísseis.

"Durante a reunião deles nos bastidores da Assembleia Geral da ONU no mês passado, o Irã disse a membros das (potências mundiais) que pode discutir o programa de mísseis para remover preocupações", disse à Reuters uma fonte iraniana com conhecimento da reunião, sob condição de anonimato.

Autoridades norte-americanas e do Ocidente não confirmaram que a questão tenha sido discutida na reunião entre Tillerson e Zarif. Entretanto, duas autoridades dos Estados Unidos disseram que recentemente o Irã tem "mantido isso vivo", alimentando algumas reportagens e por meio de terceiros como Omã.

(Reportagem de Parisa Hafezi, Jonathan Saul, John Walcott e Yara Bayoumy)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters