Reuters internacional

WASHINGTON (Reuters) - A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, disse nesta quinta-feira que o Fundo fará mais em 2016 para ajudar seus membros a alcançar seus objetivos de crescimento econômico, incluindo a destinação de mais recursos para proteger países vulneráveis.

Em um documento da agenda de política econômica lançada nas reuniões do FMI com o Banco Mundial em Washington, Lagarde disse que o Fundo precisa assegurar que tem fundos adequados e examinará reformas, incluindo o fortalecimento dos laços com os bancos comerciais regionais e reexaminar suas ferramentas de crédito.

Entre as reformas a serem consideradas, estará um uso maior dos direitos especiais de saque, unidade de conta do FMI, que vai incluir o iuan ainda este ano na cesta de moedas.

"Os recursos financeiros do Fundo estarão disponíveis para sustentar a implementação de políticas econômicas com mais força, enquanto preserva a estabilidade financeira e protege aqueles que estão vulneráveis ao ambiente atual", disse Lagarde no documento.

Ela acrescentou que o FMI vai trabalhar para ajudar a identificar espaço para política econômica e medidas necessárias para países alcançarem seus compromissos de crescimento, e que vai continuar a analisar as implicações das taxas negativas de juros.

(Reportagem por David Lawder)

reuters_tickers

 Reuters internacional