Reuters internacional

Hospital al-Dabit após ataques em Aleppo. 03/05/2016 SANA/Handout via REUTERS

(reuters_tickers)

BEIRUTE (Reuters) - Foguetes disparados por insurgentes atingiram um hospital de uma área da cidade síria de Aleppo controlada pelo governo nesta terça-feira, deixando ao menos 19 mortos, informou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

Segundo a entidade, três crianças estão entre os mortos no ataque ao hospital Al-Dabit. O grupo afirmou que outras 80 pessoas ficaram feridas e que o número de mortos provavelmente vai aumentar.

O Exército da Síria disse em um comunicado que o ataque foi parte de uma ofensiva abrangente de grupos insurgentes presentes em Aleppo, e que está reagindo "às fontes dos disparos".

O texto divulgado pelo comando do Exército disse que o ataque aconteceu "no momento em que estão sendo feitos esforços internacionais e locais para fortalecer a (cessação das hostilidades) e implementar... a calma em Aleppo".

O Observatório afirmou que o hospital ficou seriamente danificado.

Em partes de Aleppo sob domínio dos rebeldes, o grupo de monitoramento sediado em Londres disse ter havido três ataques aéreos, citando informações sobre um número não confirmado de mortos.

(Por Lisa Barrington e Tom Perry)

reuters_tickers

 Reuters internacional