Reuters internacional

Presidente colombiano, Juan Manuel Santos, e primeira-dama da Colômbia, Maria Clemencia de Santos, chegam ao Congresso do país para cerimônia de entrega do acordo de paz com as Farc 25/08/2016 REUTERS/John Vizcaino

(reuters_tickers)

BOGOTÁ (Reuters) - Os eleitores colombianos irão apoiar um acordo de paz com os rebeldes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em um plebiscito, de acordo com uma pesquisa de opinião divulgada nesta sexta-feira, uma notícia animadora para o presidente do país, Juan Manuel Santos, que deseja que o eleitorado ratifique o pacto para encerrar mais de 50 anos de guerra.

No dia 24 de agosto, o governo e as Farc concordaram em pôr fim a um conflito de cinco décadas que matou mais de 220 mil pessoas e deixou milhões de deslocados internos. Os colombianos irão decidir se aprovam o acordo em um plebiscito no dia 2 de outubro.

A pesquisa, realizada pelo instituto Ipsos para a revista Semana e a rádio e televisão RCN, revelou que 72 por cento dos que irão votar pretendem endossar o pacto, e 28 por cento irão rejeitá-lo.

Para tornar o resultado da votação vinculante, o lado vencedor irá precisar de uma maioria entre os que forem às urnas e do apoio de ao menos 13 por cento do total do eleitorado, que é de 33 milhões de eleitores habilitados do país.

O principal partido de oposição da Colômbia, liderado pelo ex-presidente linha-dura Álvaro Uribe, disse que fará campanha pelo 'não'.

(Por Helen Murphy)

reuters_tickers

 Reuters internacional