Reuters internacional

Rajoy durante reunião em Madri 17/8//2016 REUTERS/Javier Barbancho

(reuters_tickers)

MADRI (Reuters) - O Partido Popular (PP), legenda conservadora que governa a Espanha, instruiu seu líder nesta quarta-feira a conversar sobre a formação de um pacto com um partido rival, embora ele ainda esteja com dificuldade para encerrar um impasse político de oito meses.

Líderes do PP se reuniram para debater a oferta do partido centrista Ciudadanos de cogitar apoiar Mariano Rajoy para um segundo mandato como primeiro-ministro contanto que o PP concorde com um pacote de reformas políticas de seis itens.

"A Espanha precisa de um governo já, e não de novas eleições", disse Rajoy aos repórteres depois de receber carta branca para realizar novas conversas com o Ciudadanos.

O país está em um limbo político desde que as duas eleições nacionais inconclusivas de dezembro e junho resultaram nos parlamentos mais fragmentado em quatro décadas.

Até o momento as tentativas subsequentes de partidos políticos para chegar a um acordo sobre um governo fracassaram. Uma aliança PP/Ciudadanos simbolizaria o maior passo já dado para se romper o impasse.

Mas ainda existem obstáculos significativos, já que as duas legendas ficariam aquém de uma maioria parlamentar, o que significa que também precisariam do apoio do opositor Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), que nesta quarta-feira Rajoy exortou a fazer concessões. O PSOE vem se recusando obstinadamente a endossar Rajoy.

     (Por Blanca Rodríguez)

reuters_tickers

 Reuters internacional