Reuters internacional

Candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, participa de evento de campanha na Flórida 03/08/2016 REUTERS/Eric Thayer

(reuters_tickers)

Por Olivia Oran e Amanda Becker

NOVA YORK/WASHINGTON (Reuters) - Grupos de republicanos ricos descontentes com Donald Trump vêm cortejando colegas proeminentes em particular para convencê-los a apoiar a candidata presidencial democrata Hillary Clinton, disseram à Reuters várias pessoas envolvidas na iniciativa.

Elas contam que estão pedindo dinheiro e apoio de correligionários desiludidos com Trump, o candidato de seu partido para a eleição de 8 de novembro. Algumas foram incentivadas por Hillary e por membros de sua equipe de campanha.

"Tomei a decisão de que não seria capaz de olhar para meus netos se votasse em Trump", disse Dan Webb, um ex-promotor federal e autodeclarado "republicano há décadas" que vem atuando para conquistar empresários republicanos de destaque em Chicago.

Trump, magnata de Nova York do setor imobiliário que disputa seu primeiro cargo público, vem incomodando doadores republicanos tradicionais com seus comentários incendiários sobre mulheres, mexicanos, muçulmanos e veteranos de guerra, entre outros.

Doadores importantes de Wall Street podem fazer a diferença para Hillary injetando dinheiro na campanha e induzindo republicanos moderados a mudar de lado, e seu apoio à ex-primeira-dama confronta a alegação de Trump de que seus sucessos nos negócios o tornam um candidato a presidente melhor.

reuters_tickers

 Reuters internacional