Reuters internacional

Novo líder do Taliban, Haibatullah Akhundzada, em fotografia sem data publicada pelo Taliban nas redes sociais em 25 de maio de 2016. Social Media/File Photo

(reuters_tickers)

ISLAMABAD (Reuters) - O Taliban e o governo do Afeganistão retomaram conversas de paz secretas em setembro e realizaram duas rodadas de discussões no Catar, noticiou o jornal britânico Guardian nesta terça-feira, citando fontes anônimas.

Mencionando uma autoridade do Taliban, o Guardian relatou que um diplomata sênior norte-americano esteve presente nas reuniões ocorridas no Catar, onde o grupo islâmico possui um escritório diplomático.

    O jornal disse que as conversas também contaram com a presença do mulá Abdul Manan, irmão do fundador do Taliban afegão, mulá Mohammad Omar, que morreu em 2013.

    Não foi possível contatar as autoridades de Cabul de imediato para obter comentários.

    Conversas de paz anteriores mediadas pelo Paquistão não resultaram em grandes avanços e travaram quando os Estados Unidos mataram o ex-líder do Taliban mulá Akhtar Mansour com um ataque de drone (aeronave não tripulada) em solo paquistanês em maio.

    Sob o comando do novo líder do Taliban, Haibatullah Akhundzada, ocorreram combates em todo o Afeganistão durante os meses do verão local. O grupo atacou Kunduz, cidade do norte do país, e ameaçou Lashkar Gah, capital provincial de Helmand.

    Nenhuma autoridade paquistanesa participou das conversas mais recentes, de acordo com o Guardian.

    (Por Drazen Jorgic)

reuters_tickers

 Reuters internacional