AFP

Policial patrulha os arredores do local do acidente

(afp_tickers)

Pelo menos cinco pessoas morreram, e mais de 50 ficaram feridas, quando um bonde descarrilou nesta quarta-feira (9) em um túnel de Croydon, ao sul de Londres - anunciou a polícia britânica.

"Podemos confirmar a morte de ao menos sete pessoas. Mais de 50 foram hospitalizadas", indicou a polícia, que anunciou a prisão de um homem de 42 anos "suspeito de homicídio culposo", o qual, segundo a imprensa britânica, seria o condutor do veículo.

O acidente ocorreu por volta das 6h10 no horário local (4h10 de Brasília), quando o bonde saiu dos trilhos no momento em que entrava em uma curva.

"Nossos agentes ainda estão trabalhando no local do acidente, e o organismo responsável analisa as causas do descarrilamento", disse a polícia.

"Os primeiros indícios sugerem que o bonde circulava em uma velocidade significativamente superior à máxima autorizada", informou, por sua vez, um comunicado do Serviço de Investigação de Acidentes Ferroviários (RAIB, em inglês).

O RAIB também explicou que o acidente ocorreu em um trecho, no qual a velocidade é limitada a 20 km/h, por conta da curva fechada na esquerda.

"Todo mundo saiu literalmente voando", relatou à agência local Press Association Martin Bamford, um morador de Croydon, de 30 anos, que estava no trem.

"Uma mulher caiu por cima de mim, tinha sangue po todo lado. Não acho que ela tenha sobrevivido", lamentou.

Ao ser questionado sobre o que aconteceu com o condutor, Bamford respondeu: "eu perguntei para ele se estava bem. Ele respondeu que sim. Quando perguntei para ele o que aconteceu, disse que achou que tinha 'apagado'", descreveu.

O diretor do serviço de emergências do St. George's Hospital, Phil Moss, disse ter tratado 20 pacientes ligados ao descarrilamento.

"Os pacientes que tiveram de ser submetidos a cirurgias vão, certamente, continuar internados até amanhã, ou até por vários dias, ou semanas", revelou o médico.

O sistema de bonde de Londres, que usa a tecnologia VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), recém-inaugurado no Rio de Janeiro no momento dos Jogos Olímpicos, opera no subúrbio do sul da capital inglesa, com 28 quilômetros de trilhos. Inaugurado em 2010, transportou mais de 27 milhões de passageiros no período 2015-2016.

afp_tickers

 AFP