Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in 27/05/2018 REUTERS/Kim Hong-Ji

(reuters_tickers)

SEUL (Reuters) - A Coreia do Sul precisará ser flexível em relação à pressão militar imposta sobre a Coreia do Norte se o regime de Pyongyang estiver sendo sincero sobre a desnuclearização, e irá revisar seu posicionamento sobre exercícios militares com os Estados Unidos, disse o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, nesta quinta-feira.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, expressou sua intenção de interromper os exercícios militares conjuntos entre Washington e Seul na terça-feira, após cúpula histórica com o líder norte-coreano, Kim Jong Un.

"Se a Coreia do Norte tomar passos sinceros de desnuclearização e se o diálogo da Coreia do Norte com a Coreia do Sul e com os Estados Unidos para resolver hostilidades for bem, será necessário mudar de maneira flexível a pressão militar contra a Coreia do Norte para cumprir o espírito da Declaração de Panmunjom", disse Moon, em referência a um acordo para melhores relações fechado com Kim em abril.

Moon disse que a Coreia do Sul irá avaliar cuidadosamente os exercícios militares conjuntos com os Estados Unidos e pediu que suas autoridades cooperem com Washington na questão, disse seu gabinete em comunicado.

(Reportagem de Christine Kim)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters