Soldados israelenses matam palestino na Cisjordânia


 AFP

Soldados israelenses patrulham cidade de Qalqilyah, na Cisjordânia

(afp_tickers)

Um adolescente palestino morreu nesta sexta-feira por disparos de soldados israelenses durante confrontos perto da cidade de Hebron, na Cisjordânia, indicaram fontes palestinas.

Segundo uma porta-voz do exército israelense, os soldados abriram fogo porque um grupo de palestinos jogava coquetéis molotov contra motoristas israelenses perto do campo de refugiados de Arrub. Um dos palestinos foi atingido pelos disparos, mas a porta-voz não pôde confirmar se morreu.

"Em reposta a essa ameaça iminente, as forças dispararam contra os suspeitos e um foi atingido", disse à AFP.

O Ministério da Saúde palestino identificou o adolescente morto com Murad Yusef Abu Ghazi, de 16 anos, destacando que a bala atingiu seu peito.

Outro jovem palestino ficou ferido pelo disparo, segundo fontes de segurança.

Em 2015 houve uma onda de violência entre israelenses e palestinos, na qual morreram 256 palestinos, 40 israelenses, dois americanos, um jordaniano, um eritreu e um sudanês, segundo um balanço da AFP.

A maioria dos palestinos mortos são autores ou possíveis autores de ataques contra Israel, em sua maioria cometidos por jovens isolados.

AFP

 AFP