Reuters internacional

BERLIM (Reuters) - Um refugiado sírio preso por suspeita de estar planejando um grande ataque em Berlim falou com um membro do Estado Islâmico na Síria por telefone sobre um possível alvo um dia antes de a polícia alemã descobrir explosivos em seu apartamento, noticiou um jornal neste sábado.

    Jaber Albakr foi preso na segunda-feira, dois dias depois de a polícia ter descoberto 1,5 kg de explosivos em seu apartamento. Ele foi encontrado morto na prisão na quarta-feira. Autoridades dizem que ele cometeu suicídio.

    Fontes próximas à investigação disseram ao jornal alemão Welt am Sonntag que a inteligência norte-americana deu pistas sobre Albakr após grampear várias ligações dele e um membro do EI na Síria. Durante as conversas, o homem de 22 anos citava seus planos de ataque.

    Em chamada no dia 7 de outubro, Albakr disse ao seu contato que 2 kg de explosivos estavam prontos e afirmou que “um grande aeroporto de Berlim” seria “melhor alvo que trens”, de acordo com o jornal.

    Em julho, o grupo militante reivindicou a autoria de dois ataques na Baviera, um em um trem perto de Wuerzburg e outro no festival musical de Ansbach. Foram 20 feridos no total.

    (Reportagem de Michelle Martin)

reuters_tickers

 Reuters internacional