Your browser is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this websites. Learn how to update your browser[Fechar]

Três mulheres ganham o Prêmio Nobel da Paz


As ativistas Ellen Johnson Sirleaf, Leymah Gbowee Tawakkul Karman foram laureadas com o Prêmio Nobel da Paz de 2011‎. Você concorda com a decisão? Se não, quem deveria ter sido escolhido? Comente neste espaço.

A escolha

Três mulheres - a presidente da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf, a também liberiana Leymah Gbowee e a ativista iemenita Tawakkul Karman- foram laureadas com o Prêmio Nobel da Paz de 2011‎ pelo Comitê Nobel norueguês.

O Nobel da Paz foi concedido 91 vezes entre 1901 e 2010, celebrando este ano 110 anos de existência.

Entre as figuras internacionais distinguidas em anos recentes constam Barack Obama (2009), a Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) e o então director Mohamed ElBaradei (2005), Wangari Maathai (2004), Kofi Annan (2001), Ximenes Belo e José Ramos-Horta (1996) e Nelson Mandela e Frederik Klerk (1993).

No total, o prémio distinguiu 121 laureados: 98 personalidades individuais e 23 organizações.

Apenas duas entidades foram distinguidas mais que uma vez: o Comité Internacional da Cruz Vermelha (1917, 1944, 1963) e o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (1954 e 1981).

O prémio foi repartido apenas uma vez por três pessoas: Yasser Arafat, Shimon Peres e Yitzhak Rabin, em 1994. (Fonte: Jornal de Notícias)



Links

×