Your browser is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this websites. Learn how to update your browser[Fechar]

Um século de arte


A realização de Hans Erni


 Outras línguas: 4  Línguas: 4
Incorporar

Morreu, aos 106 anos, o pintor e escultor suíço, Hans Erni, descrito como um dos mais importantes artistas suíços do século 20 (SRF/swissinfo.ch).

Erni ficou conhecido não só pelo seu trabalho prolífico, mas também por seu engajamento político, o que às vezes o colocava em situações complicadas.

Em uma fase de sua vida, sua simpatia pelo comunismo começou a atrapalhar sua obra. Em 1938, ele desenhou uma série de cédulas de dinheiro. Mas elas nunca entraram em circulação. Mais tarde, ele acabou se distanciando do movimento comunista.

Erni produziu pinturas, esculturas, inúmeros cartazes e selos. Muitos dos seus quadros destacam motivos figurativos, como cavalos e pombas.

Entre seus trabalhos mais famosos, o gigantesco painel intitulado "Switzerland, Holiday Land of the People", encomendado em 1939 para a Exposição Nacional de Zurique.

Em 2009, foi inaugurado um painel de Erni, com 60 metros de comprimento, na entrada do prédio da ONU, em Genebra. Erni continuou trabalhando até o fim.

Para ele, o segredo da longevidade estava em evitar o excesso.

A televisão pública suíça o entrevistou por ocasião do seu 106º aniversário.