Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Universidade ace$$ível Ensino superior suíço oferece o melhor custo-benefício

Confira aqui uma meta-análise da swissinfo.ch que combina os rankings universitários mais populares para descobrir quais são as melhores instituições de ensino superior. Também mostramos qual universidade oferece o melhor benefício pelo seu custo. Surpresa: a Suíça, neste caso, é um ótimo negócio.

O público, a mídia e as próprias universidades adotaram os rankings universitários. Eles têm sido notavelmente influentes, embora o que eles medem seja muitas vezes obscuro.

Criamos uma classificação híbrida das "melhores" 500 universidades, calculando a média dos três rankings globais mais antigos, respeitados e influentes: o ranking QS World UniversityLink externo, o Times Higher Education (THE)Link externo e o ranking de Xangai (AEWU)Link externo. O mapa abaixo mostra a localização dessas 500 melhores universidades.

map

map of top universities

A pequena Suíça bate acima do seu peso com oito universidades entre as 'top' 500 do mundo. A nação alpina se torna ainda mais competitiva quando se compara o ranking das universidades com o valor das anuidades, como mostra o gráfico abaixo.

A maioria das 50 melhores universidades de consenso, ou seja, presentes nos três rankings, encontram-se nos países de língua inglesa, mas são também de longe as mais caras.

O Instituto Federal de Tecnologia da Suíça em Zurique (ETH-Z) ocupa a 13ª posição em média, mas custa menos de US$ 1.200 por ano para um mestrado em ciência da computação. É mais de 40 vezes mais barata do que universidades com um grau semelhante, como Yale ou Columbia University, ambas nos EUA. Algumas das melhores universidades da China, Japão e Alemanha também oferecem um excelente retorno para seus preços.

scatterplot

graphic

A Suíça é um dos países que mais investe em educação per capita e um estudo recente de uma consultoria britânica sugere que o investimento vale a pena. Estima-se que os dois Institutos Federais de Tecnologia do país respondem por 100.000 empregos e 13 bilhões de francos suíços (US$ 13 bilhões) em valor agregado à economia suíça.

As universidades de primeira linha são amplamente creditadas por sua contribuição para a competitividade global da Suíça. No ano passado, elas concluíram mais de 500 novos acordos de cooperação com o setor privado, segundo um relatório. Elas também foram o berço de 600 empresas 'spin-offs' e, em média, um pedido de patente foi registrado a cada 48 horas em 2017.

As universidades suíças também são bastante internacionalizadas. Um em cada cinco estudantes nos níveis superiores das universidades suíças vem do exterior, diz um relatório federal. No entanto, para estudantes de mestrado e doutorado em ciências aplicadas ou artes, esse número salta para 22% e 52%, respectivamente.

É mais provável que os estudantes estrangeiros sejam encontrados nas ciências naturais e técnicas do que nas ciências sociais ou educacionais.

Método

Apesar dos esforços envidados para conciliar esses três rankings, a swissinfo.ch não pode garantir precisão absoluta e integridade dos dados apresentados. Os dados mostrados são destinados apenas para fins de informação geral.


swissinfo.ch/ets

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Longform The citizens' meeting

Teaser Longform The citizens' meeting

advent calendar

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.