Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Viagens Suíça tem os campings mais caros da Europa

Campervan in den Bergen

Camping na região do Desfiladeiro do Bernina, no cantão dos Grisões.

(Keystone / Martin Ruetschi)

Acampar está na moda na Suíça. No entanto, só quem tiver a carteira cheia é bem-vindo. Os campings no país são os mais caros da Europa. Por isso, não é de admirar que os usuários mais frequentes venham da própria Suíça.

Dedicamos uma série ao tema "camping". Já acampou na Suíça? Então envie-nos fotos e conte-nos sua experiência!

Aqui termina o infobox

Acampar deixou de ser algo para pessoas alternativas, pouco afeitas a conforto ou segurança. Hoje na Suíça o "camping" se tornou popular.  Isto reflete-se nos números atuais: em 2018, os campings suíços registaram 3,6 milhões de pernoitesLink externo, o que representa um crescimento de 12,8% em relação ao ano anterior. Já 2017 havia registrado um recorde de pernoitesLink externo.

Michael Sterk, da Bantam Camping, um dos principais revendedores do país de barracas e produtos voltados ao camping, afirma estar satisfeito com o movimento: "Nos últimos dez anos as vendas mais do que duplicaram. Só nos primeiros cinco meses de 2019, vendemos 20% a mais de motorhomes.

Wohnwagen auf Schnee

Alguns campings na Suíça estão preparados para receber turistas também no inverno: Camping na região de Les Mosses, cantão de Vaud.

(© Keystone / Leo Duperrex)

Sterk revela que muitas clientes realizam o sonho de comprar um trailer pouco antes de se aposentar. Essa geração dos "baby boomers" (n.r.: pessoas nascidas entre 1946 e 1964 na Europa) estão agora se aposentando, o pode ter um impacto sobre as vendas. "Esperamos que essa tendência positiva continue por mais alguns anos", declara o empresário.

Acampar o ano todo

Cada vez mais suíços acampam inclusive no inverno. "Ao comprar um motorhome, muitos clientes fazem atenção para que ele seja utilizável no inverno. Assim exigem boiler, tapetes isolantes para as janelas externas ou um aquecedor a diesel, por exemplo", diz Sterk. Mas sistemas de ar condicionado também são cada vez mais procurados devido às temperaturas quentes do verão, mesmo na Europa.

Um dos motivos pelo interesse de acampar é a procura de proximidade com a natureza. Porém os apaixonados por camping não querem, hoje, abdicar do conforto.

Glamping: o camping com "glamour"

Oliver Grützner, responsável por turismo e lazer no Touring Clube da Suíça (TCS), uma instituição que administra muitos campings no país, confirma a demanda crescente por conforto. Em resposta a essa tendência, muitos campings se transformam em "glamping", ou seja, passam a oferecer alternativas ao tradicional espaço para montar barraca como casas pré-fabricadas, iates, barris ou até mesmo vagões de circo.

"O glamping corresponde aos desejos dessa nova clientela, que têm dinheiro, mas pouco tempo. Eles apreciam o fato de não terem de montar barracas e poderem chegar espontaneamente", explica.

Os campings suíços são fortemente voltados ao turista interno. "75% dos nossos clientes são suíços", revela Grützner. "Agora estamos aproveitando também do pudor que muitas pessoas têm de viajar de avião, um meio de transporte pouco ecológico. Ecologicamente é mais benéfico para o meio-ambiente acampar na Suíça do que voar para Bali". De acordo com Grützner, férias curtas e feriados são particularmente populares entre os suíços para acampar.

Sanitäranlagen aus edlem Holz

Acampar não significa abdicar de conforto: instalações sanitárias do TCS Camping em Buochs, cantão de Nidwalden.

(Ppr Media Relations)

Campings "dourados"

Apesar da popularização do camping na Suíça, existem ainda uma carência de espaço para motorhomes ou também instalações para eliminação de dejetos. Segundo Grützner, os altos preços da terra no país explicam essa situação. "Esse tipo de oferta não é rentável para os empresários. As prefeituras também receiam ter problemas com excesso de lixo, barulho ou massas de turistas". Ao mesmo tempo, na Suíça também é possível passar uma noite segura em qualquer estacionamento. 

O que resta é o empresário investir nos campings clássicos que, segundo Grützner, não é um negócio fácil. "Você precisa investir muito em infraestrutura, oferta de espaço, sistemas de esgoto, eletricidade e instalações sanitárias." Além disso, há trabalho em demasia e os preços dos terrenos e aluguéis são muito elevados. "Muitos operadores acabam desistindo", acrescenta.

Outros administradores de campings investem nas instalações. Graças ao luxo, acabam atraindo uma clientela de alto poder aquisitivo. Os campings suíços são os mais caros da Europa.

Grützner confirma essa tendência. Mas elas também correspondem às rígidas normas de construção no país e ao alto nível de exigência da clientela helvética. Porém relativiza. "Existem também os campings mais simples que são lucrativos: geralmente eles estão em locais muito atraentes como as regiões de montanhas ou ao lado de um lago."

O responsável do Touring Clube da Suíça se abstém de recomendar um camping específico. Mas talvez nossos leitores saibam de lugares recomendáveis? Conte-nos sua experiência turística na Suíça.

Acampamentos livres

Como a Suíça é um país seguro e limpo, acampar fora das áreasLink externo de camping é uma opção. No entanto, nem todos os municípios permitem essa prática.

Mais comum é acampar uma única noite nos estacionamentos ou pontos de descanso das rodovias. Se o turista estiver em plena natureza, pode também acampar ao lado de uma floresta, mas só se a área não for de proteção ambiental.

Aqui termina o infobox


Adaptação: Alexander Thoele

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.