AFP

(Arquivo) Carro da polícia portuguesa é visto em Évora, no dia 21 de dezembro de 2015

(afp_tickers)

A Polícia Judiciária de Portugal cumpriu nesta terça-feira vinte mandados de prisão de neonazistas, sob acusação de tentativa de homicídio, roubo e crimes de discriminação racial, anunciou o Ministério Público de Lisboa.

As pessoas detidas fazem parte da seção portuguesa do "Hammerskin Nation, grupo de skinheads neonazistas violentos constituído em Dallas, no Texas, antes de se estender ao Canadá, Austrália e Nova Zelândia", explicou em um comunicado o MP.

"Ao exaltar a superioridade da raça branca, pretendendo em Portugal expulsar ou impedir a entrada no país de todas as minorias étnicas", completou.

Os neonazistas detidos são suspeitos de terem agredido várias pessoas entre novembro de 2013 e setembro de 2015, além de tentativa de homicídio e assalto.

afp_tickers

 AFP