Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Volta ao passado para conhecer a Suíça de hoje

Uma vitrine para o turismo suíço em Milão

(swissinfo.ch)

Uma viagem no tempo para mostrar as diversas tradições e a realidade da Suíça: é o convite feito pelo pavilhão da Suíça aos visitantes da Bolsa Internacional do Turismo (BIT) de Milão.

A feira atraiu mais de 200 mil pessoas à capital lombarda, apresentando cores e sons através de reproduções dos minaretes de Omã, pirâmides do Egito, tapetes do Cazaquistão, máscaras da Indonésia. O estande da Suíça se destacou pela linearidade e compostura.





















Uma estrutura simples de madeira e painéis vermelhos decorada com alguns chocalhos e chifres de cabras montanhesas, ao lado da qual puseram uma reprodução em tamanho real de uma dessas bolhas de plástico para sacudir a neve vendidas em qualquer quiosque do mundo.

Uma jogada de marketing perfeita, pois o mega souvenir de quatro metros de altura atraiu muitos visitantes, que aproveitavam para tirar fotos com os representantes vestidos com trajes típicos dos Alpes.

"Viagem no Tempo" foi o tema escolhido para apostar na beleza das paisagens e da natureza do país. "Nossa ideia era explorar a origem do turismo na Suíça, com a criação dos primeiros hotéis no estilo Belle Époque e as primeiras ferrovias de montanha. Um regresso ao passado, redescobrir a história e as tradições”, disse Francesca Rovati da Suíça Turismo à swissinfo.ch.

Um salto para atrás

Desde o primeiro dia da feira, representantes de vários cantões da Suíça apresentavam seus empreendimentos e produtos turísticos em Engadine, Valais, Lucerna ou Zurique, vestidos em trajes tradicionais. Uma forma original de impulsionar a indústria do turismo do país, após o período das vacas magras de 2010, que registrou uma queda de 3,3% no setor.

Um resultado negativo devido à crise econômica mundial, mas principalmente à alta do franco, que só no ano passado aumentou 12% em relação ao euro. "Um salto nos séculos XIX e XX, no alvorecer do turismo, quando Hermann Hesse e Thomas Mann escreviam seus romances na Suíça", propõe Rovati.

Além do patrimônio histórico da Belle Époque, a representante do turismo suíço cita o La Claustra, antiga fortificação militar encravada no maciço do San Gottardo transformada em hotel design, e outras pérolas do turismo antigo no Tessino (sul) como o “Dazio Grande” e o “Ospizio Vecchio”, também localizado no mítico San Gottardo.

A região do Vale Bregaglia, no cantão dos Grisões, oferece acomodações para turistas nos quartos do hotel Palazzo Salis Soglio, reconhecido pelo International Council on Monuments and Sites como "hotel histórico". Em Zurique, é possível jantar em uma das salas da antiga corporação dos carpinteiros. E ainda, no cantão de Lucerna, o Hotel Schweizerhof, inaugurado em 1845, e o Hotel "Waldstätterhof" em Brunnen, que hospedou figuras ilustres como a rainha Vitória da Inglaterra, O rei Alfonso XII de Espanha, a rainha Guilhermina dos Países Baixos, Winston Churchill, durante a sua lua de mel, e Hermann Hesse.

 

Festivais, natureza e golfe

O cantão do Ticino (sul) relança seus tradicionais festivais ao ar livre, como o Festival de Filmes de Locarno e o de Jazz de Lugano, oferecendo as cores e a beleza de seus lagos e concentrando-se na gastronomia com a classe dos restaurantes cotados com estrelas Michelin.

Na região de Valposchiavo, a natureza continua sendo o maior recurso: "nossa região presta-se a esportes de verão, ao ar livre, como caminhadas e mountain bike. Graças também ao Bernina Express (linha de trem), esperamos trazer para o nosso vale não só turistas das proximidades da Lombardia, mas também italianos de outras regiões", diz Ilona Ott, diretora da secretaria de turismo de Valposchiavo.

Luxo é o que quer oferecer Crans Montana, a pérola do Valais, onde os elevadores foram construídos em 1928 e onde aconteceu a primeira competição de esqui há 100 anos atrás. A luxuosa estação de esqui inaugurou sua "luxury lodge”: cinco chalés equipados com todo o conforto para toda a família. E para quem gosta de golfe, um campo de 18 buracos planejado pelo campeão espanhol Severiano Balletreros, onde acontece um importante torneio internacional, o Omega European Master.

 

Sol e divertimento

E se Lucerna enfoca a cultura, com o próximo Carnaval de Lucerna (3-8 de Março) e o Festival Piano Off-Stage no final de novembro, Engadine, nos Grisões (leste), ainda acredita no inverno e aposta em sua neve “last minute”.

"Na nossa região tem neve até fins de abril", promete Hannelore Hofer a swissinfo.ch, descrevendo a oferta de Sun and Fun. Uma atração feita de neve, sol e natureza que continua mesmo durante o verão, com pacotes que oferecem acomodação para duas ou mais noites, teleféricos e E-bikes: bicicletas elétricas para os preguiçosos que quiserem subir as trilhas de mountain bike sem fazer força nos pedais.

Uma atração única é o trem Bernina Express, que nos últimos anos tem aumentado o número de passageiros provenientes principalmente da Itália. Quem vai perder uma viagem em um lugar que faz parte do patrimônio mundial da Unesco, através de um caminho longo de 112 quilômetros, com 55 túneis e 196 pontes, saindo de Tirano, a 429 metros do nível do mar, até as geleiras cintilantes dos picos alpinos da Suíça?

BIT

A Bolsa Internacional de Turismo de Milão é a maior exposição italiana dedicada à promoção do turismo dentro e fora do país.

A 31ª edição da feira, realizada entre os dias 17 e 20 de fevereiro, atraiu mais de 100 mil pessoas.

Outras 100 mil pessoas participaram de 23 eventos fora da BIT - shows, concertos, exposições fotográficas, encontros gastronômicos - realizados em diversos bairros de Milão.

Cerca de 60% dos visitantes da BIT vêm da Itália e outros países europeus, 40% de outros continentes.

Aqui termina o infobox


Adaptação: Fernando Hirschy, swissinfo.ch

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.