Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Volta ao trabalho Para grupos sociais, desempregados precisam de mais formação

Duas das principais organizações suíças de assistência social e educação complementar pediram maiores investimentos em treinamento para os desempregados.

Centro de benefícios sociais

Nesse centro de assistência social em Zurique os desempregados se deparam com uma montanha de burocracia

(Keystone)

Em uma coletiva de imprensa na segunda-feira em Berna, a Conferência Suíça de Instituições Sociais e a Federação Suíça para o Ensino Contínuo pediram que o Estado invista em um esquema que, segundo elas,  poderia acomodar 75 mil desempregados de volta ao mercado de trabalho.

As associações afirmaram que metade dos adultos que recebem benefícios sociais no país carecem de qualificação profissional, enquanto que quase 30% têm dificuldade com habilidades básicas como leitura, escrita e TI.

De acordo com uma pesquisa feita com trabalhadores de serviços sociais, oferecer mais oportunidades educacionais a essas pessoas poderia aumentar suas chances de voltar a trabalhar em 40%.

+ Leia mais sobre o sistema de aprendizagem suíço

Os grupos pediram ações ideológicas e concretas.

Primeiramente, eles disseram que é necessária uma "mudança de paradigma": em vez de empurrar os candidatos a emprego para posições precárias ou subestimadas, o foco deve ser o treinamento e a educação para que eles possam voltar a desempenhar um papel mais estável e de longo prazo.

As necessidades de treinamento seriam baseadas em avaliações detalhadas dos indivíduos, bem como sua motivação pessoal e aspiração.

Os grupos pediram ao governo para investir "substancialmente" em tal esquema para o período 2021-2024. Eles não mencionaram números concretos. Eles também propuseram que os cantões suíços estendessem a oferta de bolsas de estudo para incluir educação pós-obrigatória.


swissinfo.ch/ets

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.