Navigation

É a vez dos políticos na Cúpula da Terra

6 mil estatuetas representando as vozes ausentes da Cúpula da Terra. swissinfo.ch

Depois de uma semana de discussões e negociações que deixaram muitos insatisfeitos, os chefes de Estado de de governo estão em Joanesburgo para concluir a Conferência Rio+10 até quarta-feira.

Este conteúdo foi publicado em 02. setembro 2002 - 16:56

A Suíça é representada pelo ministro das Relações Exterior, Joseph Deiss.

Chefes de Estado e de governo se sucedem na tribuna da Cúpula da Terra, em Joanesburgo, até quarta-feira. Pela Suíça, vai falar o chefe da delegação Joseph Deiss, ministro das Relações Exteriores.

Estatuetas sem voz

Muitos participantes das discussões até aqui julgam as negociações confusas e pouco transparentes. Outros afirmam claramente que o futuro do planeta está sendo negociado entre europeus, americanos e alguns países do grupo dos 77, que representa os países em desenvolvimento.

As Ongs são as mais insatisfeitas com o rumo das negociações, manifestando-se nas ruas ou de outras maneiras como a Amigos da Terra, grupo de 70 Ongs, entre elas a suíça Pro Natura, que instalaram 6 mil estatuetas fabricadas na favelas de Joanesburgo, para representar todos os que não têm voz na Cúpula da Terra.

Biodiversidade

Nas manifestações, vê-se faixas com os dizeres "uma cúpula é para tirar as pessoas da miséria" ou "não deixem o comércio dominar o mundo."

Concretamente, a Suíça anunciou um apoio de 2,5 milhões de dólares, durante 6 anos, ao programa da UNCTAD (Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento) chamado BioTrade, para estimular o comércio de produtos biológicos que respeitam o meio ambiente.

swissinfo

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?