Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

"Abdullah Gül favorece a integração da Turquia"

Abdullah Gül pretende levar a Turquia à aderir à UE.

(Keystone)

Na Suíça, a eleição do novo presidente turco é relativamente bem acolhida pela comunida turca e por observadores suíços, que prevêem uma reaproximação com Ankara.

Terça-feira o Parlamento turco elegeu o ministro das Relações Exteriores, um islamista conservador, à presidência da República, apesar das advertências do exército, que teme pela laicidade do país.

De maneira geral, a eleição de Abdullah Gül foi bem acolhida pela forte comunidade turca da Suíça. "Com essa escolha, a imagem da Turquia e dos turcos na Europa e na Suíça é revalorizada", afirma Kahraman Tunaboylu, presidente da comunidade turca da Suíça.

Ele considera que Abdullah Gül - como político refinado e defensor da economia de mercado - pode influenciar positivamente as relações entre a Suíça e a Turquia.

"A eleição de Abdullah Gül é um passo em direção à Europa", afirma por sua vez o corresponde na Turquia da rádio suíça de expressão alemã (DRS), Werner van Gent. "Grande defensor da União Européia, o novo presidente foi eleito democraticamente e quer provar que o pensamento islâmico conservador é compatível com a democracia e isso terá conseqüências positivas para os turcos da Europa", acrescenta o jornalista.

Divergência na questão armênia

Nos últimos anos, as relações entre a Suíça e a Armênia não foram as melhores. No centro das divergências entre Berna e Ankara está a interpretação histórica dos acontecimentos que causaram a morte de aproximadamente 1,8 milhão de armênios, entre 1915 e 1918.

Para a Turquia não houve um genocídio. Na Suíça, o genocídio armênio foi reconhecido pela Câmara dos Deputados (Conselho Nacional) mas não pelo Senado (Conselho dos Estados) e nem pelo governo federal. Ele foi reconhecido também pelos Parlamentos dos cantões de Vaud e Genebra e pelo governo de Genebra.

Em 2003, uma visita agendada da ministra suíça das Relações Exteriores, Micheline Calmy-Rey, foi anulada pelas autoridades turcas. Dois anos depois, a ministra visitou finalmente o país.

Recentemente, os problemas com a Justiça suíça de dois cidadãos turcos – Yusuf Halacoglu e Dogu Perinçek – por terem negado na Suíça o genocídio armênio e infringindo a lei contra o racismo, provocaram reações irritadas em Ankara.

Até agora, Abdullah Gül mostrou-se reservado sobre a questão armênia. Mas, para Werner Van Gent, o novo governo turco poderá abordar esse tema tabu mais facilmente.

«Abdullah Gül é ciente que a questão armênia e também a do povo curdo são entraves à aproximação de seu país com a União Européia", afirma o correspondente suíço.

Relações sólidas

Por outro lado, o Ministério das Relações Exteriores( DFAE) enviou cumprimentos a Abdullah Gül por sua eleição e recusa-ve, por enquanto, a tecer comentários.

O DFAE afirma apenas que "as relações entre a Suíça e a Turquia atualmente são muito boas e muito sólidas.

swissinfo, Corine Buscher

Breves

Dia 28 de agosto, o Parlamento turco elegeu o ministro das Relações Exteriores, Abdullah Gül, para a presidência da República.

Ele é o primeiro presidente turco islamista e entrou em função imediatamente.

Membro do Partido Islamista Conservador AKP, como o primeiro ministro Tayyip Recep Erdogan, Abdullah Gül sucede a Ahmet Necdt Sezer.

O exército turco, que viu a eleição de maneira crítica porque teme pela laicidade do Estado, advertiu que será muito vigilante.

Aqui termina o infobox

Fatos

Quase 80.000 turcos vivem na Suíça.
1.500 suíços vivem na Turquia.

Aqui termina o infobox

Relações comerciais Suíça-Turquia

Segundo a Secretaria Federal de Economia (SECO), as exportações suíças para Turquia, em 2005, totalizaram 4,9 bilhões de francos suíços. No mesmo ano, as exportações turcas para a Suíça somaram 707 milhões de francos.

O potencial de crescimento na Turquia (70 milhões de habitantes) é grande. O Produto Nacional Bruto (PNB), por pessoa, passou de 3.400 a 5.400 dólares entre 2003 e 2006.

Aqui termina o infobox


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×