Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

"Federer, o campeão dos campeões"

Federer emocionado ao receber o troféu de Roland Garros.

(Reuters)

A imprensa suíça e internacional curva-se ao talento de Roger Federer após sua primeira vitória em Roland Garros e destaca que ele entra para a história do esporte ao igualar o recorde de Pete Sampras com a conquista do 14° Gran Slam.

Federer descreveu a situação como um "momento mágico" e agradeceu o apoio dos familiares, de sua "querida esposa, que está grávida", a Andre Agassi, último a ganhar todos os títulos de Gran Slam, e ao público de Paris.

"Vocês colocaram muita pressão sobre meus ombros, mas me apoiaram durante toda a quinzena. Vocês são os melhores. Até o ano que vem", disse um emocionado Federer após triunfar na quadra de saibro de Paris.

O jornal Le Temps dedica a Federer uma manchete em letras garrafais: "Federer, o dia mais bonito". O diário da Suíça francesa diário publica nesta segunda-feira um suplemento de 10 páginas sobre a atuação do tenista suíço em Roland Garros, com o título "O Mestre".

Nas páginas internas, o jornal sediado em Genebra fala da "libertação de Paris". Seu enviado especial à França, Christian Despont, escreve que Roger Federer jamais esquecerá que neste dia bendito se produziu uma gestação que se soma à de sua vida privada, pois sua esposa esta prestes a dar a luz.

Sobre a areia de Roland Garros, o virtuoso se tornou o maior jogador da história do tênis. Son vento e chuva, Federer dominou em três sets o azarão sueco Robin Soderling na final de Paris. O Le Temps também faz referencia aos 14 títulos de Gran Slam vencidos, que colocam o suíço no panteão do tênis.

O Tages Anzeiger, de Zurique, descreve em reportagem de capa "A coroação de Federer em Paris". O jornal dedica grande parte de sua seção esportes à vitória de Roger Federer.

Nas páginas internas, reporta "A marcha triunfal de Federer sob a chuva de Roland Garros". Seu rival de ontem, o sueco Söderling classifica o suíço de "melhor jogador de todos os tempos".

O Tages Anzeiger apresenta uma galeria de fotos dos 14 torneios de Gran Slam vencidos pelo campão helvético.O primeiro de foi o de Wimbledon em 2003, seguido pelo Abrto da Austrália em 2004.

Em outra reportagem destacada, Federer reconhece que o jogo do legendário norte-americano Andre Agassi, que ontem lhe entregou o troféu, lhe serviu de inspiração.

Imprensa internacional

O prestigioso diário esportivo parisiense L'Equipe destaca a declaração de Federer: "É algo completamente mágico". Em sua edição digital, o jornal publica a manchete: "Federer, campeão dos campeões". O ex tenista e especialista Rodolphe Gilbert assina um artigo baseado na ideia de que o suíço e o melhor jogador de todos os tempos.

O jornal esportivo espanhol Marca rende-se também à exibição do suíço. "Federer entra para a história ganhando seu primeiro Roland Garros", escreve.

Fred Perry, Don Budge, Rod Laver, Roy Emerson, André Agassi... e Roger Federer, que com sua vitória na final de Roland Garros 2009 diante de Robin Söderling, entra para o seleto grupo de tenistas que ganharam todos os "grandes". O "expresso suíço" renasce das cinzas em Paris e se torna o 25º tenista a ganhar na "cidade do amor"...

Para o El País, de Madri, Federer "já é o maior". Federer derrota Soderling em Roland Garros e iguala o recorde dos 14 títulos de Sampras, mas o estadunidense nunca triunfou em Paris, explica o diário espanhol.

O suíço, sexto jugador a ganhar todos os torneios do Grand Slam, dá a volta num caminho que começou com as lágrimas na Austrália e que o aproxima outra vez do posto de "número um" do tênis.

Recordes de Federer



O tenista que mais dinheiro em prêmios ganhou na história (47.648.209 de euros), disputou 19 finais de Grand Slam, tantas quanto o estadunidense de origem tcheca Ivan Lendl.

Ele é um dos três jogadores, junto com Bjorn Borg e Pete Sampras, que conseguiram ganhar cinco ou mais títulos em dois torneios de Grand Slam (5 Wimbledon e 5 Abertos dos Estados Unidos), títulos que conquistou de forma consecutiva.

Federer é um dos seis jogadores que conquistaram todos os troféus do Grand Slam (Fred Perry em 1935, Donald Budge em 1938, Rod Laver em 1962, Roy Emerson em 1964 e Andre Agassi em 1998).

É o único tenista que ganhou Wimbledon e o Aberto dos Estados Unidos num mesmo ano quatro vezes consecutivas. É também o primeiro tenista que ganhou quatro Masters Series e a Copa Masters num mesmo ano (2006).

É o jogador que disputou mais finais consecutivas de Grand Slam, dez entre a de Wimbledon em 2005 e o Aberto dos Estados Unidos em 2007. Também é o tenista que ganhou o maior número de partidas consecutivas na grama (65) e em quadras duras (56).

Iván Turmo, swissinfo.ch


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×