Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

'Rompendo os limites’ Nova diretora de Locarno revela seus planos para o próximo festival

Hinstin e Marco Solari, presidente do Festival de Locarno, sob uma tela de cinema

Marco Solari, presidente do Festival de Locarno, apresenta Lili Hinstin à imprensa como a nova diretora artística. Ela é a segunda mulher a assumir essa posição prestigiosa, tradicionalmente ocupada por especialistas suíços, franceses e italianos de cinema.

(KEYSTONE/TI-PRESS/SAMUEL GOLAY)

O Festival de Cinema de Locarno tem uma nova diretora. Desde 1º de dezembro do ano passado, Lili Hinstin, 42 anos, assumiu o desafio de manter a relevância do mais prestigioso festival de cinema da Suíça. Durante uma breve passagem por Berna, Hinstin contou seus planos à swissinfo.ch.

Hinstin substitui Carlo Chatrian, que foi nomeado diretor do Berlinale (Festival de Berlim) pouco antes do início da última edição de Locarno, em agosto de 2018 - quando o festival também assinou um compromisso de paridade de gênero que está sendo adotado por vários outros festivais de cinema pelo mundo.

A nomeação de Hinstin é certamente um gesto nessa direção, mesmo que ela não seja a primeira mulher a dirigir o festival (Irene Bignardi reinou de 2000 a 2005). No entanto, a ex-diretora do Festival Internacional de Cinema de Belfort (EntreVues) na França tem um largo currículo como programadora e produtora de cinema experiente.

Nascida e criada em Paris, Hinstin vem de uma família marcada por curiosos enredos dentro da história e das artes francesas.

Um de seus bisavós foi general do exército e liderou a repressão da Comuna de Paris em 1871 - "não exatamente um ponto de honra para a família, é por isso que nunca falamos muito sobre ele", diz ela. Seu irmão, Gustave Hinstin, era professor e possível amante do poeta Isidore Ducasse, também conhecido como Comte de Lautréamont, que dedicou suas “Poésies” a “Monsieur Hinstin, meu velho professor de retórica”.

Já o avô de Lili, Charles Hinstin, era um verdadeiro arquétipo do aventureiro do século 20: mecânico em Chicago na década de 1920, garimpeiro em Camarões (África), combatente da Resistência durante a guerra, deportado para campo de concentração, e terminou seus dias em Cabul, no Afeganistão. Foi lá, pouco antes de sua morte em 1962, que ele também conheceu o escritor francês Joseph Kessel (autor de "Belle de Jour", o livro que Buñuel adaptou para o cinema) e se tornou o personagem principal em um de seus contos, "O Zumbi".

Lili Hinstin - Parte 1

Entrevista com Lili Hinstin, diretora artística do Festival de Cinema de Locarno. 'Como você navega o mundo do cinema para montar a programação de ...

A rastreadora

Foi assim que Lili Hinstin se inteirou do avô que ela nunca conheceu - Charles cometeu suicídio em Cabul - e “O Zumbi” é o título de um documentário que ela fez em busca das várias vidas de Charles, lançado em 2008. Naquela época, ela já trabalhava como programadora na Academia Francesa em Roma - Villa Médicis, antes de ser convidada para dirigir o festival de cinema em Belfort, perto da fronteira franco-suíça.

Hinstin diz que a mudança de produtora para programadora ocorreu naturalmente, já que era difícil ganhar a vida fazendo documentários. Com um apetite onívoro por filmes, ela não gosta de trabalhar com as categorias usuais, como filmes "comerciais" versus "de autor" - "o que importa é que sejam bons filmes", diz ela.

Ela não tem medo de experimentar novas tecnologias, como realidade virtual ou transmídia, na seleção de obras, e também não vê nenhum problema em se adaptar a um novo ambiente no qual Netflix e Amazon surgiram como grandes players na produção de filmes.

No que diz respeito ao seu primeiro festival de Locarno (de 7 a 17 de agosto próximo), ela planeja manter a seção dedicada aos filmes experimentais e artísticos, “Signs of Life”. O título da seção vai mudar, diz ela, embora o que será e como isso afetará a curadoria da seção ainda não está definido.

Lili Hinstin - Parte 2

Entrevista com Lili Hinstin, diretora artística do Festival de Locarno.  'Qual o espaço para o cinema experimental na sua programação?'

Em relação ao escopo geográfico de Locarno - em edições anteriores, alguns críticos sentiram a falta de uma gama mais ampla de filmes da Ásia e da África, por exemplo - Hinstin confessa que ela é particularmente atraída por produções da região do Magreb, particularmente Tunísia, Argélia e Marrocos.

Tanto que contratou uma consultora para procurar novos talentos emergentes na região. Ela também está olhando para o que está sendo feito na África Subsaariana, apesar da queda na produção depois de várias décadas de expansão nos anos 70 e 80.

A grande retrospectiva para 2019

O programa definitivo de Locarno só será anunciado em meados de julho, mas Hinstin confidenciou à swissinfo.ch que a retrospectiva deste ano será dedicada ao diretor americano Blake Edwards (1922-2010), que se encaixa perfeitamente na visão de Hinstin do cinema. Edwards costumava trabalhar dentro da indústria de Hollywood, mas construiu uma filmografia idiossincrática e quase autoral.

Veja, por exemplo, suas primeiras obras-primas “Breakfast at Tiffany's” (1961) e “Days of Wine and Roses” (1962), os filmes da Pantera Cor de Rosa com Peter Sellers (e o hilário “The Party” - lançado no brasil como "Um Convidado bem Trapalhão", também com Sellers), ou "Victor ou Victoria" (1982), e é seguro dizer que boa parte da diversão já está garantida neste verão na Piazza Grande.

Blake Edwards e sua mulher, a atriz Julie Andrews em 1969

Blake Edwards e sua mulher, a atriz Julie Andrews em 1969 

(Keystone)

Ingressos gratuitos para encontro com  Lili Hinstin

Lili Hinstin estará no próximo dia 5 de fevereiro no Museu Nacional (Landesmuseum) em Zurique, como convidada para a primeira das três conferências em língua francesa planejadas para este ano no museu.

A swissinfo.ch, parceira de mídia das conferências de terça-feira do Landesmuseum, oferece aos nossos leitores um número limitado de ingressos gratuitos. Sem loteria, sem questionário: basta escrever um e-mail para thomas.waldmeier@swissinfo.ch com seu nome completo e informações de contato.

Aqui termina o infobox

 

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.