Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

#Swisshistorypics A Parede Norte da montanha Eiger e a conquista do invencível

Quatro alpinistas escalaram em 24 de julho de 1938 um pico e realizaram um grande sonho: vencer o desafio de conseguir subir pela Parede Norte da montanha Eiger, nos Alpes bernenses. 

Antes deles, muitos outros fracassaram ao tentar escalar o muro de 1680 metros. Ele chegou a ser conhecido como "a parede da morte" depois que duas equipes de escaladores haviam perecido na tentativa. Desde então, o Eiger era considerado uma montanha não escalável.

"Quase congelados, esgotados fisicamente, chegamos finalmente ao pico da montanha", descreveu o alpinista Fritz Kasparek o momento. Três dias antes ele havia escalado a montanha com o seu colega, Heinrich Harrer.

Os dois austríacos se juntaram no meio do caminho com os alemães Andreas Heckmair e Ludwig Vörg. Apesar das quedas de pedras e o risco de avalanches, o grupo chegou junto ao pico, a 3.967 metros acima do nível do mar.

O ato corajoso foi também aproveitado pela propaganda nazista na época. Adolf Hitler chegou a receber pessoalmente os quatro alpinistas em seu gabinete e os homenageou. 

A Parede Norte nunca deixou de fascinar os alpinistas e continua ainda muito perigosa. Mesmo hoje, com os avanços tecnológicos e os equipamentos de última geração, muitos alpinistas ainda se acidentam fatalmente no local. 

Na série #swisshistorypics apresentamos imagens de arquivo da história, arte, cultura e esporte na Suíça

Aqui termina o infobox