Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

A história de Atupelye

Atupelye é um caso típico na Tanzânia.

(swissinfo.ch)

Para ilustrar sua campanha, Terre des Hommes fala de casos pessoais.

Atupelye é uma menina de treze anos e vive na Tanzânia.

Atupelye tem 13 anos de idade. Seus pais morreram e ela não tem mais ninguém na sua família. Ela foi obrigada então, para sobreviver, a procurar um emprego como empregada domestica. Ela vive e trabalha na casa de uma mãe solteira, com um filho de dezessete anos e uma criança.

Seu dia-a-dia

Ela limpa todos os dias a casa, faz compras, cozinha e limpa. Ela cuida também das crianças, alimenta os porcos e prepara o banho para a família. As vezes, até vende o milho plantado e corta lenha para fazer fogo.
Atupelye diz que está satisfeita com a sua patroa, que prometeu que ela poderá ir à escola no ano que vem. Porém quando a família não está satisfeita com o seu trabalho, ela não recebe nada para comer à noite.

Problemas com o filho da patroa

Atupelye também não gosta do filho mais velho da patroa. Quando ela não está, ele obriga-a a fazer sexo. Ela tem medo de AIDS e de ficar grávida. Seu salário é de 3,75 dólares por mês, porem ele nunca foi pago. A patroa acredita, enfim, que ela tem tudo que precisa.

Fonte: Relatório da UNICEF, empregada na Tanzânia, ano 2000).

×