Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

A pessoa mais rica na Suíça é um sueco

Ingvar Kamprad: rico e econômico.

(Reuters)

O fundador da IKEA, Ingvar Kamprad, tem sido considerado por vários anos seguidos como a pessoa (ainda viva) mais rica na Suíça. Sua fortuna é estimada entre 35 e 36 bilhões de francos suíços. Além da riqueza, lendária é a parcimônia deste suíço naturalizado.

Ingvar Kamprad tem hoje 83 anos e vive desde a década de 1970 em Epalinges, perto de Lausanne. Com a segunda esposa Margaretha teve três filhos: Peter (nascido em 1964), Jonas (1966) e Mathias (1969). Todos foram à escola particular no cantão de Vaud.

O montante exato da fortuna de Ingvar Kamprad não é conhecido, mas, na estimativa da revista de economia Bilanz estaria entre 35 e 36 bilhões de francos suíços, em valores de 2007. A revista norte americana Forbes estimou em "apenas" 22 bilhões de dólares, cerca de 26 bilhões de francos suíços. De qualquer maneira, segundo os dados de março de 2009 da revista Forbes, ele é considerado o 5˚ homem mais rico do mundo.

É difícil saber exatamente qual a riqueza que Kamprad e sua família possuem. Ainda bem jovem fundou em Leiden, na Holanda, a " The Stichting Ingka Foundation“, para a qual ele aos poucos transferiu sua fortuna. Esta fundação não tem a obrigação de publicar balanço.

Nenhum privilégio para os filhos

Com a criação desta fundação Kamprad, de certa forma, deserdou seus filhos. Hoje em dia todos eles trabalham na empresa IKEA e, como Rüdiger Jungbluth escreveu em seu livro "Os 11 segredos do sucesso da IKEA" (2006), “o que o pai queria era impedir que seus filhos brigassem pela herança".

Os filhos não deveriam crescer com o pensamento de que são ricos e que não precisam trabalhar. Essa atitude combina muito bem com Ingvar Kamprad que cresceu no sul da Suécia e veio de família humilde.

Na verdade, a carreira de Kamprad está intimamente ligada à sua origem. Em sua casa sempre faltava dinheiro e o jovem Ingvar começou, ainda criança, a fazer negócios: comprava caixas de fósforos no atacado e as revendia barato mas com lucro.

Bom e barato

O objetivo de Ingvar Kamprad sempre foi o de oferecer às pessoas de baixa renda produtos de qualidade a um preço acessível. "Uma casa mais bonita e uma vida melhor. Uma casa melhor para as crianças crescerem", escreveu Kamprad numa apostila do curso interno para funcionários da sua multinacional.

Tornar acessíveis os preços dos bonitos móveis, continua a ser a sua meta principal. A empresa ajuda empacotando os produtos em práticas caixas de papelão e de fácil transporte e, em contrapartida, os clientes têm que buscar os produtos e montá-los sozinhos.

Com esta estratégia Kamprad conquistou o mundo inteiro. Atualmente mais de 100.000 pessoas, em 34 países, trabalham para a multinacional sueca do setor de móveis. Mas hoje a principal fonte de receita da empresa não vem mais da venda de móveis e sim de acessórios: de velas decorativas a tapetes.

A Suíça teve um papel importante na rota da expansão mundial da “inviável loja de móveis” (propaganda da própria IKEA). Em 1973, foi aberta na cidade de Spreitenbach, perto de Zurique, a primeira loja da IKEA fora da Escandinávia. Foi uma prova de fogo que confirmou o ditado: "Se na Suíça funciona, então funciona em qualquer lugar”. E realmente funcionou.

Mão fechada, mas focado no cliente

Apesar de seu enorme sucesso, Ingvar Kamprad também errou como profissional e como ser humano, como ele próprio reconheceu em várias ocasiões. Em 1994 ele se desculpou publicamente pelo fato de, até 1945 e ainda jovem, ter apoiado financeiramente grupos nazistas. Segundo ele estas doações teriam sido a "maior estupidez” de sua vida.

Sua avareza e parcimônia sempre deram o que falar: Kamprad dirigia um Volvo velho e quando fazia uso do trem viajava somente na segunda classe. Ele também adorava comprar pouco antes do horário de fechamento das lojas para poder aproveitar descontos de 50%.

Kamprad sempre defendeu seu modo de vida modesto: “- Somente assim posso entender meus clientes".

Mesmo que oficialmente há muito tempo fora da gestão operacional do grupo o fundador da IKEA permanece, como consultor, com as rédeas nas mãos. Todos os funcionários da empresa relatam em uníssono que é Ingvar Kamprad quem ainda toma as decisões mais importantes.

Gerhard Lob, swissinfo.ch
(Adaptação: Alexandre Hill-Maestrini)

OS MAIS RICOS

Os três mais ricos estrangeiros com residência na Suíça são, de acordo com a revista de economia Bilanz (dados de 2008; Fortunas estimadas):

1) Ingvar Kamprad, Suécia (IKEA, móveis) 35 a 36 bilhões de francos suíços.

2) Família Brenninkmeijer, Holanda, (C&A, comércio de têxteis) 12 a 13 bilhões de francos suíços.

3) Viktor Vekselberg, Rússia (petróleo, gás, indústria) 11 a 12 bilhões de francos suíços.

Os três suíços mais ricos (dados de 2008; Fortunas estimadas):

1) Família Oeri e família Hoffmann (Hoffmann-La Roche, empresas farmacêuticas) 16 a 17 bilhões de francos suíços.

2) Família Bertarelli (Serono, indústria farmacêutica de biotecnologia) 11 a 12 bilhões de francos suíços.

3) Hansjörg Wyss (Holding Synthes, engenharia biomédica) 10 a 11 bilhões de francos suíços.

Aqui termina o infobox

KAMPRAD E A IKEA

Em 30 de março de 1926 nasce Ingvar Kamprad na paróquia de Pjätteryd da cidade de Älmhult (Suécia). Sua família era de agricultores originários da Alemanha.

1943: A IKEA é registrada na junta comercial como uma empresa de vendas por correspondência. O nome IKEA é composto pelas iniciais do fundador (IK), mais a primeira letra do nome da fazenda de seus pais, Elmtaryd (E), mais a primeira letra da aldeia natal, Agunnaryd (A), na freguesia de Ljungby, onde Ingvar cresceu.

1950: Móveis são incluídos na linha de produtos da IKEA.

1953: Abertura do primeiro salão de exposição da IKEA em Älmhult.

1958: Abertura da primeira loja de móveis da IKEA em Älmhult.

1963 a 1969: Abertura de outras lojas IKEA na Noruega, Suécia e Dinamarca.

1965: A IKEA implanta o sistema de self-service na sua primeira loja.

1970: Ingvar Kamprad muda sua residência para a cidade de Epalinges (Suíça).

1973: A IKEA abre a sua primeira loja fora da Escandinávia: em Spreitenbach, perto de Zurique (Suíça).

1976: Kamprad publica a filosofia da IKEA no livro "O Testamento de um Comerciante de Móveis".

1978: O catálogo da IKEA é impresso com uma tiragem de mais de 20 milhões de cópias em todo mundo.

1985: Abertura da primeira loja IKEA nos Estados Unidos.

Aqui termina o infobox

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×