Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

ABB perde US$ 691 milhões

Grupo suprime 12 mil empregos

(swissinfo.ch)

A multinacional suíço-sueca ABB - do setor de alta tecnologia - anuncia prejuízos acima do previsto em 2001. Tem as ver com queixas sobre o amianto mas, mesmo assim, executivos da empresa receberam indenizações milionárias.

Nos Estados Unidos, foram formuladas 94 mil queixas relacionadas com amianto. Esse mineral, refratário ao fogo e aos ácidos, representa perigo para a saúde em certas circunstâncias, podendo provocar câncer. Para atender à eventualidade de ter que indenizar essas pessoas, ABB fez provisões de 470 milhões de dólares.

Setores atingidos

As perdas apontadas no balanço, divulgado na quarta-feira 13/2, incluem setores de seguros, gás, petróleo e petroquímica, além de custos elevados de reestruturação e mudança no método de cálculo na reserva de resseguros.

Incluem também indenizações a dois diretores executivos (Percy Barnevik e Göran Lindahl) que receberam respectivamente € 98 milhões e € 56 milhões.

Analistas de mercado previam prejuízos de 170 milhões de dólares e não os 691 milhões anunciados. O grupo conseguira, no ano anterior, lucros de US 1.44 bi.

Como conseqüência das perdas, os títulos baixaram na Bolsa e ABB decidiu não atribuir dividendos neste ano.

Pressão sobre os empregados

ABB dá emprego a 160 mil pessoas no mundo. É um dos principais fabricantes de componentes para transmissão e distribuição de energia e que tem várias unidades de produção no Brasil. Mas a reestruturação em andamento desde julho implica corte de 12 mil empregos. E a pressão no trabalho deve aumentar. Segundo o patrão de ABB, jörgen Centerman, "o potencial de rendimento" está abaixo do esperado.

O grupo espera reduzir seu endividamento neste ano e voltar a resultados positivos. Um dos objetivos de ABB - resultado da fusão, em 1988, da empresa sueca Asea com a empresa suíça Brown Boveri - é chegar a uma crescimento de 6 por cento até 2005.

swissinfo com agências.


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×