Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

ABB presta contas a acionistas

ABB registrou prejuízo recorde no ano passado

(Keystone Archive)

Assembléia geral do grupo, especializado em equipamentos elétricos, deverá explicar prejuízos e indenizações milionárias a ex-executivos. Em clima tenso.

Há um mês, o grupo suíço-sueco anunciava perda de mais de 1 bilhão de francos (€ 680 milhões). Os acionistas parecem ter aceito com menos irritação esse prejuízo que a revelação sobre a pagamento de indenizações a dois ex-dirigentes da empresa, Percy Barnevik et Göran Lindahl, ou seja 233 milhões de francos (€ 158 milhões).

Quando saiu do Conselho de Administração de ABB, em 1996, Barnevik levou 148 milhões de francos. Em 2000, seu sucessor Lindahl saiu com menos da metade, mesmo assim 85 milhões.

Esclarecimentos

A revelação provocou verdadeira crise, ainda não desativada, mesmo com o anúncio, no fim de semana, de que os dois executivos vão devolver a maior parte da soma (133 milhões), guardando "apenas" 96 milhões de francos (€ 65 milhões).

Mesmo assim, os acionistas e seus representantes teriam motivos mais que suficientes de mau humor e devem exigir que o grupo preste contas e esclareça a situação.

Entre esses representantes o advogado Hans-Jacok Heitz, defensor dos pequenos acionistas, que já se destacou em recente e rumoroso caso da falência, o da Swissair.

Foi o mesmo advogado que há um mês apresentou queixa contra Percy Barnevik e Göran Lindahl por "gestão desleal, abuso de confiança e declarações mentirosas".

swissinfo


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×