Navigation

Aeroporto de Zurique introduz teste rápido de saliva para Covid-19

Testes no aeroporto de Zurique podem ser realizados todo dia entre as 6:00 da manhã e 8:00 da noite, sem agendamento Keystone / Ennio Leanza

Os passageiros que partirem do aeroporto principal da Suíça em Zurique poderão, a partir de quinta-feira, testar a si mesmos para a Covid-19 por amostra de saliva, em vez de cotonetes nasais. O resultado deverá estar disponível em cerca de cinco horas, em vez das 24 a 48 horas para os testes PCR existentes.

Este conteúdo foi publicado em 06. janeiro 2021 - 12:25
swissinfo.ch/ts

O novo teste, que é fornecido pela start-up suíça Ender Diagnostics, é útil para passageiros que precisam de um resultado negativo do teste PCR para seu destino. Além disso, o método é muito mais confortável.

A saliva para os kits de autoteste, que são vendidos no centro de testes do Aeroporto de Zurique por CHF 195 (US$220), deve ser fornecida pelos usuários no próprio local, disse o aeroporto na quarta-feira. Não há necessidade de pessoal médico, e as cabines de teste são limpas após cada uso.

Uma vez concluídos, os testes são transportados para um laboratório próximo quatro vezes ao dia por um entregador especial. Os clientes serão informados do resultado de seus testes por e-mail. Os testes podem ser feitos todos os dias entre 6:00 e 20:00 horas sem hora marcada. Os testes que ocorrerem após as 17h serão processados mais cedo no dia seguinte.

O centro de testes do aeroporto está localizado na antiga Central de Cartões e Identificação no Check-in 2 no Nível 1. Os testes são destinados a pessoas que não apresentam sintomas e que precisam fazer um teste para poder viajar ou participar de um evento. Isto diz respeito particularmente aos passageiros aéreos, uma vez que somente os testes PCR são autorizados pelas autoridades competentes para viagens a países que requerem um teste Covid-19.


Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo