Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Aeroportos vão indenizar moradores

Os aeroportos de Zurique e Genebra terão de pagar 135 milhões de dólares em indenizações aos moradores dos bairros mais próximos. A nota deveria ser ainda mais salgada mas o governo fixou normas anti-ruído acima do que queriam os moradores.

Parte dos 220 milhões de francos suíços será para indenizar pessoas que cederam terreno para a construção ou expansão dos aeroportos de Zurique e Genebra. Outra parte é destinada a isolar as residências do barulho do aeroporto. A principal medida é instalar janelas e portas anti-ruído.

4 mil pessoas serão beneficiadas com essas medidas nas imediações de Zurique-Cloten e 2 mil pessoas em Genebra-Cointrin. Os aeroportos vão pagar a conta.
A decisão, que não satisfaz às associações de moradores, é conseqüência das normas fixadas pelo Ministério dos Transportes e Meio Ambiente.

Durante o dia, o limite de ruído dos aeroportos é de 65 decibéis, em média. Entre 22 hs e meia-noite e das 5 às 6 da manhã, o limite cai para 57 decibéis. Entre meia-noite e 5 da manhã, os vôos são proibidos.

As associações de moradores das imediações dos aeroportos queriam a norma máxima de 60 décibeis, válida para as rodovias e ferrovias. Nesse caso, 40 mil pessoas seriam beneficiadas em Zurique e Genebra e a fatura para os aeroportos seria quase 5 vezes maior. Houve pressões dos aeroportos para fixar a norma em 65 decibéis. No terceiro aeroporto mais movimentado da Suíça, em Basiléia, não haverá indenizações porque o ruído é inferior a 65 decibéis, em média.

swissinfo com agências.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.