Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Sede da Odebrecht em São Paulo

(afp_tickers)

O uniforme do comandante das Farc "Mono Jojoy", morto em uma operação em 2010, conversas entre traficantes e até um telefone apreendido na investigação do caso Odebrecht poderão ser vistos no museu do Ministério Público da Colômbia, inaugurado nesta sexta-feira em Bogotá.

O museu foi inaugurado no contexto do 25 aniversário do Ministério Público e tem como objetivo aproximar o público da instituição, expondo os objetos apreendidos em processos judiciais, entre os quais também se destacam um jet ski do narcotraficante Pablo Escobar e três computadores que pertenciam às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), atualmente em processo de reintegração à vida civil.

No total, no museu, que abrirá suas portas ao público no dia 1 de agosto, há cerca de 150 objetos dispostos em seis salas dedicadas à história do MP, ao narcotráfico, às Farc, aos paramilitares, à corrupção e ao "processo 8.000", que desestabilizou a política colombiana nos anos 1990, atingindo inclusive o então presidente Ernesto Samper que foi acusado de receber dinheiro do tráfico de drogas.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP