Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A Índia lançou com sucesso nesta segunda-feira seu foguete espacial mais potente até hoje, um novo marco no programa espacial do país, que aspira a colocar um humano em órbita

(afp_tickers)

A Índia lançou com sucesso nesta segunda-feira seu foguete espacial mais potente até hoje, um novo marco no programa espacial do país, que aspira a colocar um humano em órbita.

O foguete GSLV Mk III, de 43 metros, decolou às 17h28 locais (08h58 de Brasília) da ilha de Sriharikota, no sul do país, uma das duas bases da Agência espacial indiana (Isro) para lançar satélites.

"A missão GSLV–MKIII D1/GSAT-19 aproxima um pouco mais a Índia da próxima geração de veículos de lançamento e de capacidade satelital", comemorou o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, em uma mensagem no Twitter. "A nação está orgulhosa!", acrescentou.

O foguete tem um motor potente desenvolvido nos últimos anos na Índia, país que quer reduzir sua dependência dos motores europeus.

"É um motor criogênico que necessitou 20 anos de desenvolvimento. Alguns dos seus engenheiros passaram a vida trabalhando nisto", disse à AFP Mathieu Weiss, representante na Índia da Agência espacial francesa (CNES).

O GSLV Mk III leva a bordo um satélite de mais de três toneladas, que colocará em órbita em volta da Terra.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP