Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Morador que perdeu 13 parentes no deslizamento de terra em Malin, oeste da Índia

(afp_tickers)

As equipes de resgate continuavam trabalhando neste sábado em busca de sobreviventes em uma localidade do oeste da Índia, onde pelo menos 73 pessoas morreram em um deslizamento de terra que destruiu dezenas de casas.

Os funcionários resgataram oito sobreviventes e recuperaram 73 cadáveres, apesar das fortes chuvas que dificultam os trabalhos.

"Ainda restam 80 pessoas presas. As esperanças de encontrar sobreviventes são pequenas", disse Alok Avasthy, diretor da Agência de Gestão de Catástrofes Naturais (NDRF).

As autoridades temem um balanço final de 150 mortos.

De acordo com o governo, 160 pessoas estavam nas dezenas de casas destruídas pelo deslizamento de terra que arrasou a aldeia de Malin, no estado de Maharashtra (oeste), na quinta-feira.

Chuvas torrenciais atingem Maharashtra há vários dias como consequência da monção anual.

De acordo com especialistas, o deslizamento de terra é provocado em grande parte pelo desmatamento e a construção de edifícios nas colinas.

A monção é um vento sazonal na Ásia que no verão (hemisfério norte) sopra de sul a norte carregado de chuva.

AFP