Navigation

Índia registra 80 casos confirmados de contaminação com vírus da Zika

(2016) Funcionário municipal fumiga rua de Mumbai, para evitar a propagação do vírus da zika afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 17. outubro 2018 - 13:16
(AFP)

A Índia registrou 80 casos confirmados de contaminação com o vírus da Zika, incluindo 22 gestantes, desde o mês passado no estado do Rajastão (oeste).

O país, onde o mosquito Aedes aegypti - principal transmissor do vírus - prolifera, registrou os primeiros casos de em janeiro de 2017 no estado de Gujarat.

Desde a epidemia em grande escala de Zika em 2015, mais de 1,5 milhão de pessoas em mais de 70 países foram infectadas pelo vírus, principalmente na América do Sul.

Em poucos casos, a contaminação com Zika de grávidas provocou o nascimento de crianças com microcefalia.

Em Jaipur, capital do Rajastan, 330 equipes especiais percorrem a cidade para combater os mosquitos com fumigações.

"A conscientização é vital no controle de doenças de transmissão vetorial. Faremos todo o possível para informar a população", declarou o ministro da Saúde, J P Nadda.

O vírus da Zika também foi detectado no estado de Tamil Nadu (sul) em julho de 2017. A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que nenhuma vacina contra a doença estará disponível até 2020.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.